Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Novembro 28, 2021

PCP defende financiamento da cultura com 1% do PIB

O PCP quer que o financiamento destinado à cultura suba para 1% do PIB, já no próximo Orçamento do Estado, afirmou Jerónimo de Sousa, esta terça-feira, em Lisboa.

Jerònimo de Sousa, Secretário Geral do Partido Comunista Português
Jerònimo de Sousa, Secretário Geral do Partido Comunista Português

 

As afirmações foram feitas após uma reunião com a administração de um teatro de Lisboa, “os comunistas apresentaram a proposta” que prevê que “no futuro Orçamento do Estado seja considerado pelo menos 1% do PIB para a cultura, visando a dinamização, a criação, a produção da nossa cultura e dos seus agentes”, adiantou o secretário-geral do PCP.

“Como é sabido hoje, a cultura tem 0,1% do Produto Interno Bruto”, referiu o líder comunista, acrescentando que essa verba orçamental “reduz a capacidade de dar resposta aos problemas da cultura”, área que os comunistas consideram fundamental para a democracia portuguesa.

O PCP tem indo a desenvolver uma série de contactos com instituições, entidades e organizações, com vista a “conhecer a realidade, a programação, os objectivos e as dificuldades com que lidam”, acrescentando, Jerónimo de Sousa,  que a “questão nevrálgica é sempre o nível de investimento”.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -