Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Julho 14, 2024

PST e AIP querem fim de apartheid e autodeterminação do Povo da Palestina

M. Azancot de Menezes
M. Azancot de Menezes
PhD em Educação / Universidade de Lisboa. Timor-Leste

O Partido Socialista de Timor (PST) apoiou as decisões da III Conferência “Dilemas da Humanidade” a favor da libertação do Povo da Palestina e apela à intervenção dos laureados com o prémio Nobel da paz, José Ramos-Horta e D. Ximenes Belo, no sentido de interferirem na procura de uma solução pacífica para o caso Israel – Hamas.

No passado mês de Outubro, a Assembleia Internacional dos Povos (AIP) organizou a III Conferência “Dilemas da Humanidade”, em Joanesburgo, na África do Sul.

Segundo Rafael Stedile do MST (Movimento Sem Terra) a “escalada militar de Israel contra Gaza foi o tema central da abertura da terceira edição da Conferência Internacional Dilemas da Humanidade”.

Estiveram presentes 120 dirigentes e activistas de 70 países e a ministra das Relações Internacionais da África do Sul, Naledi Pandor, foi uma das figuras de relevo que se solidarizou com a luta do Povo Palestino e contra o apartheid.     

Na Declaração da Conferência realizada na África do Sul há uma mensagem clara e inequívoca de apoio à Palestina exigindo-se o fim do apartheid israelita.

Naledi Mandisa Pandor, ministra da África do Sul

Com base no legado daqueles e daquelas que lutaram e foram vitoriosos contra o apartheid na África do Sul, onde estamos reunidos, exigimos o fim do Estado de apartheid israelita e condenamos o bloqueio a Gaza, que dura há 16 anos.

 A imposição do Estado de apartheid israelita e o bloqueio são crimes contra a humanidade.  Nós posicionamo-nos contra a criminalização e a desumanização do povo palestino e defendemos o seu direito de resistir.

(III Conferência “Dilemas da Humanidade”)

Na III Conferência “Dilemas da Humanidade” também se denunciou a campanha de desinformação fabricada por Israel que tenta confundir a comunidade internacional na medida em que as acções do Povo Palestino de reivindicação da autodeterminação são erradamente consideradas e apelidadas de “terrorismo”.

Rejeitamos a campanha de desinformação fabricada por Israel e seus aliados para fomentar o preconceito, espalhar o ódio e justificar as agressões contra o povo palestino. A luta pela autodeterminação, pela soberania e pela defesa da dignidade humana não devem ser rotuladas de “terrorismo“.

(III Conferência “Dilemas da Humanidade”)

 

Movimento socialista de solidariedade internacional em marcha

O Tricontinental Institute for Social Reaserch e a RED ANT Coleective estão a organizar um debate online via zoom que se irá realizar no dia 5 de Novembro.

Há três oradores confirmados, todos grandes activistas da causa da Palestina, nomeadamente, Arwa Abu (Palestinian Peoples Party), Vijay Prashad (Tricontinental Institute for Social Reaserch) e Max Lane (RED ANT Coleective).

O Partido Socialista de Timor (PST) declarou a sua solidariedade à luta pela autodeterminação da Palestina e apoia as decisões da Associação Internacional dos Povos (AIP):

Apoiamos o direito de retorno dos palestinos e das palestinas e condenamos o contínuo deslocamento forçado desse povo. Exigir que 1,1 milhão de pessoas deixem sua terra natal sem ter para onde ir é um crime. 

Convocamos todas as forças progressistas e os defensores e as defensoras da liberdade em todo o mundo a saírem às ruas e praças para se engajarem em todas as formas de apoio à Palestina”.

(Associação Internacional dos Povos)

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -