Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Questionário de Proust a… Sebastião Belfort Cerqueira

J. A. Nunes Carneiro, no Porto
Consultor e Formador

Sebastião Belfort Cerqueira acaba de publicar o seu quarto livro: Música Normal (edição Companhia das Ilhas), em que, segundo o próprio, mostra os poemas que escreveu a partir de música.

Aqui responde às 30 perguntas do questionário de Proust.

Entrevista

O que é para si a felicidade absoluta?
A Big Rock Candy Mountain, como descrita pelo Harry McClintock. Acrescentava-lhe um skatepark.

Qual considera ser o seu maior feito?
Esta é muito difícil. São muitos grandes feitos, numa base quase diária.

Qual a sua maior extravagância?
Poeticamente, divertir-me. Esta foi a sério.

Que palavra ou frase mais utiliza?
“Coisas”.

Qual o traço principal do seu carácter?
O traço principal do meu carácter é ser honesto. Honesto e trabalhador. Os meus dois traços principais são a honestidade e o amor ao trabalho. E a humildade. Três! Os meus três traços principais são a honestidade, o amor ao trabalho e a humildade. E uma devoção quase fanática pelo papa.

O seu pior defeito?
Levar-me demasiado a sério.

Qual a sua maior mágoa?
Tenho a sorte de não ter nenhuma muito grande.

Qual o seu maior sonho?
Também tenho a sorte de não ter nenhum muito grande. Tenho vários, de dimensões mais ou menos parecidas entre si.

Qual o dia mais feliz da sua vida?
Esta também é difícil, tenho tido muitos bons.

Qual a sua máxima preferida?
A de Outubro de 1997, com a Princesa Diana na capa. Mas como é que sabiam que eu comprava?

Onde (e como) gostaria de viver?
No campo inglês (à grande e à francesa).

Qual a sua cor preferida?
Depende do contexto.

Qual a sua flor preferida?
Depende da cor.

O animal que mais simpatia lhe merece?
Gosto de cães.

Que compositores prefere?
Ah, esta é boa: John Prine, Shel Silverstein, Ian Kilmister, David Gilmour, Francis Rossi, Rick Parfitt, Jorma Kaukonen, John Fogerty, John Fahey, Rob Halford, Glenn Tipton, e depois ainda há os modernos…

Pintores de eleição?
Caravaggio, Claude, Turner, Degas, Odilon Redon, Michael Andrews, Pedro Vaz, talvez me tenha esquecido de um.

Quais são os seus escritores favoritos?
Dorothy Sayers, P.G. Wodehouse, Carson McCullers, Raymond Chandler, Lewis Carroll, João Guimarães Rosa, Elijah Wald, Raquel Varela, aqui talvez me tenha esquecido de dois ou três.

Quais os poetas da sua eleição?
Pedro Tamen, Mário Cesariny, Vitorino Nemésio, Ramiro S. Osório, Manuel Bandeira, Frank O’Hara, John Hegley, desta vez não me esqueci de ninguém.

O que mais aprecia nos seus amigos?
O facto de, apesar de serem todos muito diferentes, terem todos muito dinheiro.

Quais são os seus heróis?
George Clinton, Neil Postman, Keith Hufnagel, Milton Martinez, Brandon Westgate, John Ioannidis, Eddie Izzard.

Quais são os seus heróis predilectos na ficção?
Lord Peter Wimsey, Philip Marlowe, C.K. Dexter Haven, Wayne Campbell, Frank Drebin.

Qual a sua personagem histórica favorita?
Jeff Grosso.

E qual é a sua personagem favorita na vida real?
O Vitinha, da Adega do Avô.

Que qualidade(s) mais aprecia num homem?
Depende do contexto.

E numa mulher?
Depende da cor, não! Depende do contexto!

Que dom da natureza gostaria de possuir?
Não sei se é bem um dom da natureza, mas sempre quis ter aquelas bolotas mágicas do Panoramix que faziam crescer carvalhos gigantes mal se atiravam para a terra.

Qual é para si a maior virtude?
A pluridimensionalidade é bastante grande, mas talvez haja maiores.

Como gostaria de morrer?
Postumamente.

Se pudesse escolher como regressar, quem gostaria de ser?
Regressar onde?

Qual é o seu lema de vida?
“If it’s too loud, you’re too old.”


Exclusivo Tornado / Novos Livros


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -