Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Julho 20, 2024

Saskia como Flora, Rembrandt

Guilherme Antunes
Guilherme Antunes
Licenciado em História de Arte | UNL

“Saskia como Flora”, de Rembrandt. Rembrandt foi um dos pintores mais importantes do barroco europeu.(um dos meus preferidos do pintor)

Com grande renovação dos conteúdos, o pintor dá uma contribuição decisiva para um novo entendimento da pintura, especialmente da luz, mas também da proposta de uma “nova” cor. Nesta altura é um jovem, mas já reconhecido mestre.

Esta é a sua amada primeira mulher, representada como a deusa romana das Flores. Excelente técnica da representação da coroa de flores que orna a cabeça da deusa/mulher. O colorido e a execução das roupagens são de um brilhantismo imorredoiro, podendo nós apercebermo-nos, com facilidade, da delicadeza dos bordados dourados ou da seda de finura exuberante.

Informação adicional

Artista: Rembrandt
Dimensões: 1,25 m x 1,01 m
Local: Hermitage
Data: 1634
Materiais: Lona, Tinta a óleo
Períodos: Barroco, Século de Ouro dos Países Baixos

Rembrandt 1606-1669

Filho de uma família simples e com muitos irmãos, Rembrandt estudou latim quando era criança. Nesta época, já demonstrava grande interesse pela pintura.

Aprendiz do pintor holandês Jacob van Swanenburgh, pouco depois, abriu o seu próprio estúdio de arte na cidade. Em 1629, o seu talento foi descoberto e conseguiu várias encomendas de pinturas para a corte de Hague.

Nas décadas de 1630 e 1640 o seu nome tornou-se conhecido no cenário artístico holandês e europeu. Grande parte das suas obras famosas foi realizada neste período. Na primeira fase da sua produção artística (1625 – 1630), Rembrandt abordou temas religiosos e alegóricos.

Na década de 1650, Rembrandt optou por um estilo mais detalhado e fino. Com cores fortes, retratou personagens bíblicos de forma individual.

Nos últimos anos de vida, Rembrandt pintou auto-retratos.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -