Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023

Torres Vedras fecha centro histórico ao trânsito

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

O centro histórico da cidade de Torres Vedras vai ficar praticamente todo fechado ao trânsito automóvel a partir do dia 16 de Abril. A decisão foi unânime entre o executivo municipal.A Câmara aprovou um conjunto de 16 medidas no sentido de eliminar o tráfego automóvel no coração de Torres Vedras, onde circulam diariamente cerca de mil veículos.

Algumas ruas da zona histórica da cidade já estavam vedadas aos automóveis. Agora a medida abrange também o Largo de São Pedro, a Praça do Município e outras artérias contíguas, que passam a estar reservadas exclusivamente para os peões. As excepções são algumas bolsas para cargas e descargas dos estabelecimentos comerciais da zona e transportes públicos de passageiros urbanos, cujos horários vão ser alargados, para além dos veículos de emergência e de segurança.

Esta alteração implica a inversão no sentido do trânsito em algumas artérias, como a Rua Dias Neiva, entre a Ponte da Mentira e o Largo dos Polomes e entre este largo e a Rua Cândido dos Reis. O acesso aos dois parques de estacionamento da zona histórica, no Mercado Municipal e no Parque de Santiago, continua a poder fazer-se pelos acessos habituais.

Tendo em conta estas alterações, serão tomadas medidas relativamente aos transportes públicos, para que o acesso dos cidadãos ao centro histórico da cidade seja facilitado. É nesse sentido que a linha verde de autocarros urbanos passará a atravessar aquela área, através de um percurso que liga a Avenida Tenente Coronel João Luís de Moura à Rua Raimundo Porta, seguindo até ao Terminal Rodoviário.

Serão criadas duas paragens de autocarros, junto ao Mercado Municipal e no início da Rua da Horta Nova, para os cidadãos que pretendam utilizar a linha verde, que terá uma frequência de passagem entre 30 a 45 minutos.

A praça de táxis que se encontra actualmente na Avenida Tenente Valadim será relocalizada, passando para o cruzamento da Avenida Tenente Coronel João Luís de Moura com a Rua Gabriel Pereira.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -