Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Maio 25, 2022

Um romance crítico sobre o “anarco-capitalismo”

O Ancap trata da deterioração da solidariedade social e da escalda do individualismo radical.

Como professor, via com espanto a escalada de ‘intelectuais’ como Olavo de Carvalho, Rodrigo Constantino e Leandro Narloch. Para quem é letrado em ciência, não passam de caricatura. Contudo, a vitória do governo Bolsonaro tornou claro a força dessas ideias abertamente negacionistas e reacionárias. Mais do que nunca, é imperativo conhecer e combater tais narrativas em diversos campos. E isso inclui os tais ‘anarco-capitalistas’, uma contradição em termos.

Nesse sentido, o romance de estreia do jornalista Fausto Oliveira, O Ancap, é uma leitura primordial. Mais do que nunca há uma propagação do ultra-liberalismo no Brasil, vendendo ilusões de empreendedorismo MEI e/ou o enriquecimento fácil via mercado financeiro. Nesta obra ficcional (ma non tropo) trata de dois jovens estudantes de Economia que rompem sua amizade porque um deles adere ao anarco-capitalismo e se torna um youtuber influente e abastado, enquanto o outro se forma e abre um empreendimento industrial igualmente bem-sucedido. Mas o primeiro se envolve em um lobby empresarial para tomar de assalto o sistema público de saúde.

O Ancap é um livro provocador. Trata da deterioração da solidariedade social e da escalda do individualismo radical. Ao mesmo tempo, se presta a discutir o papel da ciência, da internet, das perspectivas teóricas e, sobretudo, dos caminhos que podemos tomar como sociedade. De leitura fácil e tema candente, Fausto nos convida e enfrentar as reflexões necessárias para que o Brasil retome um projeto de desenvolvimento e de inserção internacional compatível com sua estatura. Afinal, apesar dos dessabores após a crise global de 2008 e do próprio governo Biden ter abandonado a agenda liberalizante, o atual governo insiste no desmonte dos pilares do Brasil moderno surgidos com a Era Vargas.

Serviço:
O Ancap


por Diego Pautasso, Doutor e mestre em Ciência Política pela UFRGS. Atualmente é professor de Geografia do Colégio Militar de Porto Alegre e professor convidado da Especialização em Relações Internacionais – Geopolítica e Defesa, da UFRGS. Autor do livro China e Rússia no Pós-Guerra Fria, Juruá, 2011. E-mail: [email protected]  |  Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -