Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Junho 18, 2024

UNDIL adere à RACS – Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia

J.T. Matebian, em Timor-Leste
J.T. Matebian, em Timor-Leste
Correspondente em Timor-Leste.

A Universidade de Díli (UNDIL) tornou-se membro associado da RACS. Com mais esta adesão, a UNDIL é a instituição de Ensino Superior de Timor-Leste mais empenhada em aderir a redes de ensino superior da CPLP.

A primeira adesão da Universidade de Díli a uma rede de Instituições de Ensino Superior (IES) concretizou-se com a  sua entrada na FORGES – Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa, onde continua, fazendo-se representar nos Órgãos sociais e na Academia FORGES.

Em Abril do corrente ano, a Universidade de Díli (UNDIL) optou por estender a sua rede e associar-se também à RACS – Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia, com o objectivo de fortalecer a Faculdade de Ciências da Saúde, sendo até ao momento a única universidade timorense membro da RACS.

Esta prestigiada universidade timorense estabeleceu no seu plano estratégico desenvolver a Faculdade de Ciências da Saúde com a criação de grupos de investigação, cursos de pós-graduação na área da saúde e com a promoção da mobilidade de docentes, investigadores e estudantes no espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

No passado dia 24 de Abril de 2023, a Direcção da RACS aprovou a adesão da UNDIL na Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia – RACS.

A RACS, com apenas 7 anos de existência, está em grande expansão, registando mais de 50 membros efectivos e entidades parceiras, tudo da área de Ciências da Saúde, englobando mais de 90 mil estudantes e 4.500 professores e investigadores.

A Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia – RACS foi criada a 1 de Setembro de 2016, com a missão de «promover a formação e a cooperação científica na área das ciências da saúde, entre instituições de ensino superior e centros de investigação de países e comunidades de língua portuguesa».

Projectos actuais da RACS

Presentemente a RACS está envolvida em vários projectos muito importantes, nomeadamente:

  • Reuniões Internacionais;
  • RevSALUS – Revista Científica Internacional da RACS;
  • Programa de Mobilidade Académica – MOTUS;
  • Núcleos Académicos Internacionais;
  • Observatório do Ensino Superior da Saúde em Territórios de Língua Portuguesa;
  • Rede de Bibliotecas da Saúde no espaço internacional lusófono;
  • Boletim da RACS.

Segundo informações da RACS, a RevSALUS – Revista Científica Internacional da Rede Académica das Ciências da Saúde da Lusofonia – RACS,

“é uma revista em língua portuguesa, de Acesso Aberto (Open Access), com a finalidade de promover a divulgação da produção científica, fortalecendo a cooperação internacional no contexto da investigação, ensino, desenvolvimento e inovação, em todas as áreas da saúde ou a elas aplicadas.

Os artigos a publicar estão sujeitos a um sistema de revisão por pares (Double blind peer-review), de submissão e publicação gratuitas. Após a aceitação do artigo, cabe aos autores assegurar a tradução do mesmo para inglês.

A revista tem publicação contínua, desde 2022, com um volume de três números por ano (quadrimestral). A abertura dos números regulares acontece em fevereiro, junho e outubro do respetivo ano. A revista pode editar, extraordinariamente, números especiais a definir pelo Conselho Editorial”.

(Fonte: RACS)

De acordo com a mesma fonte, o Editor Chefe da RevSALUS – Revista Científica Internacional da RACS, Prof. Doutor Ricardo Jorge Dinis-Oliveira, está entre os investigadores incluídos na World’s Top 2% Scientists list, na última atualização ao ranking dos cientistas mais citados a nível mundial (2021).

A lista resulta do estudo coordenado por John P.A. Ioannidis, da Universidade de Stanford, Califórnia: August 2021 data-update for “Updated science-wide author databases of standardized citation indicators”, que classifica o impacto científico ao longo da carreira de investigadores de todo o mundo, com o apoio da Scopus.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -