Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Victor Jara, um herói latino

Nesta semana a mídia noticiou que nove membros do Exército do Chile foram condenados pelo assassinato do cantor e compositor Victor Jara, em setembro de 1973. O assassinato ocorreu em circunstâncias cruéis que demonstraram o caráter criminoso da ditadura de Pinochet. Mesmo tanto tempo depois, o fato é um estímulo para seguir na luta contra as novas ditaduras policial-judiciárias que, neste momento, se abatem sobre o continente latino.

O cantor e compositor chileno Victor Jara foi assassinado logo após o golpe militar de 11 de setembro de 1973, comandado pelo general Augusto Pinochet. O brutal assassinato de Jara, então militante do Partido Comunista, somente foi reconhecido pelo Estado chileno em 1990, por meio da Comissão da Verdade e da Reconciliação. Ele foi assassinato a tiros no dia 16 de setembro no Estádio Chile, rebatizado com seu nome em setembro de 2003.

Victor Jara nasceu em Santiago, onde cresceu, estudou e tornou-se professor, diretor de teatro, poeta, cantor, compositor, músico e ativista político. Sua carreira musical vinculou-se ao movimento Nueva Canción Chilena, que revolucionou a música popular do país durante o governo de Salvador Allende. Ele gravou oito discos e lançou mais três ao vivo, contendo hinos que se espalharam pela América Latina, como Te Recuerdo Amanda, especialmente, e A Desalambrar, original do uruguaio Daniel Viglieti.

O crime aconteceu no Estádio Chile que serviu de prisão para milhares de militantes, segundo lembrou Paulo Kautscher, em texto publicado no Luis Nassif on Line. No texto, Kautsher destaca trechos de “No Olho do Furacão”, do jornalista brasileiro Paulo Cannabrava, a partir de relatos de quem esteve lá, segundo ele. O Estádio do Chile havia sido transformado em campo de concentração da ditadura que, depois de assassinar o presidente Salvador Allende, assaltou o poder.

Veja o vídeo para saber mais a vida e morte de Victor Jara

Victor Jara – A desalambrar

 

Joan Baez – Te Recuerdo Amanda

 

Por Fernando Rosa, Jornalista, produtor cultural, editor do portal Senhor F e colaborador do site Rádio Peão BrasilTexto original em português do Brasil

Exclusivo Editorial Rádio Peão Brasil / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -