Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Julho 28, 2021

50% dos brasileiros veem Bolsonaro pessoalmente ligado à corrupção

Desconfiança em relação ao envolvimento do presidente é maior entre os mais jovens e aqueles que ganham mais de dez salários mínimos.

A imagem de um governo corrupto – que usou sobretudo a compra de vacinas anti-Covid para cobrar propina – está cada vez mais colada a Jair Bolsonaro. Segundo pesquisa PoderData divulgada nesta segunda-feira (12), 50% dos brasileiros acreditam que o presidente está pessoalmente ligado a algum esquema de corrupção.

É o primeiro levantamento do PoderData sobre a percepção nacional após as acusações de irregularidades na compra da vacina Covaxin, que têm ganhado forte repercussão na CPI da Covid-19, no Senado. A sondagem mostra que apenas 38% das pessoas não creem em participação de Bolsonaro nesse escândalo, ao passo que 12% não souberam responder.

O combate à corrupção foi uma das principais bandeiras de Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018 – e é uma tecla repetida ainda várias vezes pelo presidente e por integrantes do governo. Por isso, mesmo a base bolsonarista começa a erodir com as denúncias. Uma em cada quatro pessoas que votaram em Bolsonaro nas últimas eleições acha que o presidente tem envolvimento com ilegalidades.

Ainda assim, os resultados do PoderData mostram que os bolsonaristas, em sua grande maioria (82%), acham que o presidente não está envolvido com corrupção. Já 79% dos que o rejeitam têm percepção contrária. A desconfiança em relação ao envolvimento de Bolsonaro é maior entre jovens de 16 a 24 anos (70%) e entre aqueles que ganham mais de dez salários mínimos (76%).

A pesquisa PoderData entrevistou por telefone 2.500 pessoas, em 421 municípios, de todos os estados do Brasil, nos dias 5, 6 e 7 de julho. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.


Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -