Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Outubro 27, 2021

Emigração acelera efeito Ponzi nas reformas

Opinião

Meio milhão de portugueses emigraram desde 2011 e o êxodo antecipou a ruptura do sistema de reformas. Entre os apelos do governo português à emigração e as vantagens para economias como a alemã, a norueguesa ou a suíça, têm sido ocultados os custos para Portugal.

Já em 2013 só havia por cada dez pensionistas doze pessoas com emprego. Entretanto a economia portuguesa perdeu mais 300.000 empregos. O rácio empregado / reformado deverá ter baixado nos últimos dois anos para 1 / 1. Neste momento cada empregado deveria estar a pagar uma reforma integral. E não era a sua. A reforma que tem de pagar é de um reformado actual – o remanescente dos descontos já não chega para assegurar reformas futuras.

Os últimos cincos anos abriram um buraco negro onde antes havia um ponto de interrogação no contrato geracional. Sem financiamento externo e cortes acentuados o fim do actual sistema de reformas torna-se inevitável nos próximos cinco a dez anos.

Além desta quebra por efeito de contribuições futuras perdidas, cada emigrado representa no momento em que sai do país um prejuízo sobre o investimento passado na sua formação de aproximadamente 150 mil euros.

Emigração acelera efeito ponzi2

Isto significa: um sistema que já antes da intervenção da Troika não estava a funcionar de forma sustentável, funciona agora abertamente de acordo com as regras dum esquema Ponzi. Estas são as mesmas regras dos “negócios financeiros” de uma D. Branca ou Ricardo Salgado: um sistema com colapso programado que cobra hoje sob a falsa promessa de reembolsar todos os investidores com juros no futuro. Com uma diferença: nos clássicos esquemas fraudulentos deste tipo a participação é voluntária.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -