Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Outubro 16, 2021

A conversa de Goucha com o marido

António Serzedelo
Professor, jornalista e Membro da Freguesia de Arroios, Lisboa. Presidente da Opus Gay.

As conversas – entrevistas – de Goucha com o marido na TV, num programa de top

Estas conversas são INTERESSANTES mas combinadas, entre marido e marido. Têm como 1º objectivo: promoverem-se, vender um “sabonete”, neste caso, o marido para um programa de TV.

São algo narcisistas!.

Vantagem: como são vedetas, ao exporem-se, assim, se vão normalizando perante a opinião publica estas situações, o que é bom para [email protected] Ajuda a lutar contra a discriminação porque estes programas tem milhões de ouvintes, e chegam a todo o país. Não vi o programa, vejo pouco TV. O seu mentor tem-se assumido há muito!

Contudo, ele é um privilegiado na nossa sociedade, e corre muito menos perigo ao expor-se do que a maioria dos homens ou mulheres quer no local de trabalho, na família, ou socialmente. E isto também depende do núcleo urbano onde se vive.

Na cidade é mais fácil, há o anonimato, no interior é muito mais difícil, és logo reconhecido, salvo se fores “doutor”, e, ou, pessoa com posses, os “cabedais”.

Costume dizer: neste caso és “homossexual”, ponto! Se fores pedreiro, já és paneleiro, ponto!

Os franceses têm um ditado que tento traduzir: “pouco a pouco, faz o passarinho o ninho!

Assim vão os lgbt+ fazendo o seu!. Recordo que as mudanças sociais deste tipo são geracionais, ou seja, demoram 2o-25 anos a ser aceites.

Contudo, graças à internet, hoje, agora há uma aceleração do tempo, e um encurtamento do espaço. Elas correm a favor destas mudanças sociais que são uma novidade nas lutas pela Igualdade, que começaram com a Revolução Francesa, até hoje e vão continuar.

A crise por que estamos a passar exige-o com muita força!


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorO Amor nos tempos de Covid-19
Próximo artigoAmericanamente
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -