Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Outubro 24, 2021

A Falsa Surpresa da Queda do Petróleo

José Mateus
Analista e conferencista de Geo-estratégia e Inteligência Económica

José MateusA queda sustentada do preço do petróleo parece estar a surpreender observadores e outros analistas que, atónitos, até já falam do inesperado aparecimento de um novo paradigma geopolítico. Se, há dez anos (sim, dez anos) tivessem estado atentos a certos “sinais fracos” (que, por acaso, eram bem fortes…) não teriam agora sido surpreendidos! Mas, como é sabido, há gente que gosta de ser surpreendida… Ser surpreendido deve ser coisa fina.

O Pentágono é o maior “cliente” de combustíveis fósseis. Em 2003, o Pentágono encomendou um relatório para “imaginar o impensável” em matéria de energia, alterações climáticas e segurança nacional: “Abrupt Climate Change Scenario and Its Implications for United States National Security”. Depois deste relatório (que só anos depois começou a ter alguma circulação ainda que restrita), o Pentágono deu ordens para iniciar um processo de “libertação” dos combustíveis fósseis.

Toda uma série de trabalhos de R&D foram, então, iniciados e financiados (por dinheiros públicos) cujos resultados já começaram, há alguns anos, a aparecer… mesmo se os observadores distraídos que gostam de ser surpreendidos ainda não os viram. E mesmo se as caixinhas fechadas da DARPA ainda devem estar cheias de mais surpresas.

A este relatório do Pentágono outros se seguiram, por exemplo, do Laboratório de Propulsão a Jacto da NASA, da inglesa HM Treasury e um estudo oficioso francês. Em 2007, Nathan Hodge publicou na Foreign Policy “Army of green”…

Em português, foram o Claro e a TDS News os primeiros, a partir de 2005 e durante os anos seguintes de 2006 e 2007, a perceber o alcance do assunto e a dar -lhe a importância que merecia. Também o investigador Ruben Eiras (IDN e FLAD) escreveu, em 2007, que a revolução verde estava a nascer entre os militares americanos, sob a batuta do Pentágono.

O Claro destacou, na altura, que “este nosso mundo actual é filho das tecnologias ‘dual use’ e parece que o de amanhã também o será pois neste momento é o Pentágono que está a desenvolver as soluções tecnológicas de energia sustentável ou seja “the Pentagon is pushing for renewable energies with an urgency that would make even Al Gore smile”…

A surpresa é, portanto, falsa e é um exclusivo dos tais “observadores”, “analistas” e outros “comentadores” que gostam de ser surpreendidos. Coisa que o Napoleão considerava mais inaceitável que a derrota. “Ser derrotado pode-se, eventualmente, aceitar mas ser surpreendido, isso nunca!”, repetia o corso a todos os seus oficiais.

texto

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -