Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Agosto 15, 2022

China: Apple está a trair a privacidade de milhões de utilizadores do iCloud

A Apple está a trair  milhões de utilizadores do iCloud na China ao tornar, de forma imprudente, os seus dados pessoais vulneráveis ao escrutínio arbitrário do Governo chinês.

A Amnistia Internacional está a promover uma acção na qual a organização de direitos humanos repudia que a Apple esteja a pôr os lucros acima do direito à privacidade e, com isso, a criar novos enormes riscos de privacidade para os cerca de 130 milhões de utilizadores do iCloud na China.

A nova campanha foi lançada esta quinta-feira, antecipadamente à chegada a Pequim do director-executivo da Apple, Tim Cooke, o qual foi co-presidir ao fórum internacional empresarial China Development Forum, na capital chinesa entre 24 e 26 de Março.

Tim Cook is not being upfront with Apple’s Chinese users when insisting that their private data will always be secure. Apple’s pursuit of profits has left Chinese iCloud users facing huge new privacy risks” Disse Nicholas Bequelin, East Asia Director da Amnesty International.

Este comunicado de imprensa, intitulado Social media campaign targets Apple over privacy betrayal for Chinese iCloud users (Campanha nas redes sociais visa a Apple pela traição à privacidade dos utilizadores do iCloud na China).

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -