Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Junho 15, 2024

Associação de comerciantes recebe medalha de ouro municipal

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

No próximo dia 10 de Novembro, na sessão solene do feriado municipal de Torres Vedras, a Associação Comercial Industrial e de Serviços do Oeste (ACIRO) vai ser condecorada com a medalha de mérito grau ouro do município. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara, Carlos Bernardes, durante o jantar comemorativo do 100º aniversário da associação.

É um século de actividade de uma associação fundada a 5 de Setembro de 1918 por iniciativa de um grupo de comerciantes e personalidades relevantes da vida torriense. Na altura chamava-se Associação Comercial de Torres Vedras, tendo como seu primeiro presidente Joaquim Custódio Rodrigues.

Na caminhada até aos dias de hoje, a nossa associação tem sido exemplarmente fiel ao objectivo de promover o desenvolvimento das actividades económicas a nível local, regional e em particular defender os interesses dos empresários nos domínios económico, comercial, industrial, técnico, cultural e social”.

Em 1940 passa a designar-se Grémio do Comércio dos Concelhos de Torres Vedras, Lourinhã, Cadaval e Sobral de Monte Agraço. A partir de 1941 apoiou a criação e implementação da Escola Comercial António Augusto Cabral. Após o 25 de Abril de 1974 assiste-se à extinção dos grémios e a 17 de Julho de 1975 nasce a ACCO (Associação Comercial dos Concelhos do Oeste).

Perante os desafios previstos internamente, a associação dotou os serviços e instalações, investindo na informatização e personalização do atendimento mais rápido aos seus associados, bem como na formação e na criação de gabinetes de consultoria jurídica e económica, contribuindo grandemente para a preparação, divulgação e desenvolvimento da região Oeste”.

Ao longo dos anos ajuda a fundar várias outras entidades, como a Agência de Desenvolvimento da Região Oeste, o Instituto Superior de Gestão de Torres Vedras, a ESCO (Escola de Serviços e Comércio do Oeste) ou o CAERO (Centro de Apoio ao Empresário). Em 1993 a ACCO dá lugar à ACIRO (Associação Comercial e Industrial do Oeste).

Mário Reis revelou que “estamos a desenvolver novas apostas comerciais, como o turismo e as suas áreas económicas envolventes, e realizar novos eventos de forma a estimular o consumo na região”. O presidente da ACIRO destacou também que “temos estado a apostar fortemente em projectos de criação do próprio emprego por pessoas desempregadas e desde 2015 já ajudámos à criação de mais de 150 postos de trabalho directos”.

O orador convidado foi António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal, que criticou a Europa por não ter uma liderança política forte. “Os políticos têm-se preocupado mais com as eleições do que as gerações”, acusou. Na sua opinião Portugal deve ter sempre um crescimento económico acima de 3,5 por cento, o que não tem acontecido nem se prevê que vá acontecer nos próximos anos.

O presidente da Câmara, Carlos Bernardes, destacou o facto de o desemprego no concelho de Torres Vedras estar abaixo da média nacional, na ordem dos 3,6 por cento. Por sua vez o secretário de Estado das Autarquias, Carlos Miguel, presente em representação do Governo, referiu que o papel de associações como a ACIRO é muito importante, na medida em que há cada vez menos pessoas no espaço público e é necessário modernizar a forma como o comércio local se adapta a esse novo paradigma.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -