Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Dezembro 6, 2022

China: Da génese da República Popular da China

José Mateus
José Mateus
Analista e conferencista de Geo-estratégia e Inteligência Económica

Nos 70 anos da RPC, vale a pena dar uma vista de olhos pela sua genética. Para percebermos e sabermos do que falamos quando dizemos “China”. A bibliografia em língua portuguesa sobre a China é escassa e pouco interessante.

O que não deixa de dizer muito sobre o estado a que chegaram as elites portuguesas das últimas décadas… Os portugueses foram os primeiros europeus a estabelecer um contacto formal e regular com a China (“China” é mesmo uma palavra portuguesa…) e foram os últimos europeus a sair da China (depois de os ingleses terem saído de Hong-Kong). Pelo meio, nem tudo se passou bem. Recorde-se que o nosso primeiro embaixador enviado à China, Tomé Pires, foi feito prisioneiro por ordem imperial e morto na prisão… Mas, depois de tantos séculos de “convivência”, não dispormos de uma bibliografia sobre a China é realmente lamentável e um sinal inequívoco da miséria intelectual em que estas elites se afundaram.

Bibliografia, porém, é coisa que não falta em inglês e francês, por exemplo. Hoje, aqui se dá destaque a duas obras sobre as mulheres de Mao ou a vida do fundador da dinastia comunista vista através da relação com duas das suas concubinas.  Uma é já um “clássico” francês  e é da autoria do europeu que melhor conheceu a China do século XX, Lucien Bodard. A outra é uma obra mais recente, do sinólogo Alain Roux, sobre a última concubina do “imperador” Mao, Fénix de Jade, a sua tempestuosa relação e o papel político que esta “guarda vermelha” acabou por desempenhar nos últimos tempos de vida do “grande timoneiro”.

‘Le Chien de Mao’, by Lucien Bodard

‘Phénix de Jade’, a última concubina do imperador Mao, by le sinologue Alain Roux dans un ouvrage collectif, Les énigmes de l’histoire du monde

Sobre a “personagem” Mao, o espanhol El Mundo publica um curioso texto, light mas revelador, que vai muito além do que o título sensacionalista sugere:

Afrodisíacos y novocaína: la vida sexual de Mao Zedong 


Exclusivo Tornado / IntelNomics



Transferência Bancária

Nome: Quarto Poder Associação Cívica e Cultural
Banco: Montepio Geral
IBAN: PT50 0036 0039 9910 0321 080 93
SWIFT/BIC: MPIOPTPL

Pagamento de Serviços

Entidade: 21 312
Referência: 122 651 941
Valor: (desde €1)

Pagamento PayPal

Envie-nos o comprovativo para o seguinte endereço electrónico: [email protected]

Ao fazer o envio, indique o seu nome, número de contribuinte e morada, que oportunamente lhe enviaremos um recibo via e-mail.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -