Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023

Eleições Presidenciais 2017 em Loro Sae

M. Azancot de Menezes
M. Azancot de Menezes
PhD em Educação / Universidade de Lisboa. Timor-Leste

Reproduzimos, na íntegra, o documento enviado ao Jornal Tornado

 

Image result for partido socialista timor leste

Comité Central do PST

Resolução Nº 1/ Comité Central/IX/2016

“O Comité Central do Partido Socialista de Timor (PST), em reunião alargada realizada no dia 28 de Setembro de 2016, às 18h30, na sua Sede Nacional, analisou a situação vivida no País, caracterizada pelas crescentes diferenças entre as classes sociais, resultante lógica e natural da introdução de sistemas políticos e económicos incongruentes com a realidade da Nação ao longo dos últimos anos, mormente após a libertação da Pátria.

Tendo em conta a necessidade de lançar ao público timorense um dos seus melhores quadros como contributo para oferecer alternativas de liderança no âmbito da transição da velha geração para a nova geração, demonstrando que durante a luta, especialmente a Frente Clandestina, cultivou sementes de liderança que estão produzindo líderes de alternância às anteriores gerações.

Cientes que não só se trata do espelho político de transição de lideranças mas também e sobretudo de trazer ao tecido sociopolítico timorense um novo líder, com uma nova visão, mais realista, mais firmada nas realidades timorenses, e com capacidades plenas para captar as aspirações de todo um povo e converter em políticas públicas que assegurem e consolidem pelo tempo fora a edificação de um ESTADO DEMOCRÁTICO POPULAR com uma sólida raiz de participação popular, prática inseparável no processo do desenvolvimento nacional e na formação da cidadania responsável e convergente.

Acreditando fortemente que a Constituição da República Democrática de Timor-Leste (RDTL) assegura ao Presidente da República plenos poderes para «submeter a referendo questões de relevante interesse nacional, nos termos do artigo 66º» (Artigo – 85º alínea f), e «conduzir, em concertação com o Governo, todo o processo negocial para a conclusão de acordos internacionais na área da defesa e segurança» (Artigo – 87º alínea d), disposições essas que garantirão ao Presidente eleito conduzir o destino da Nação – Estado, materializando a sua visão sobre um Estado que realmente é do Povo, para o Povo e pelo Povo.

Registando o facto de que já se aproximam eleições presidenciais em 2017 e que cabe a qualquer cidadão apresentar a sua candidatura, nos termos da Lei.

Corroborando que o Dr. António Maher Lopes / Fatuk Mutin tem um percurso político coerente desde a primeira hora no âmbito da luta de libertação pela independência do País, é um acérrimo defensor da justiça social e do humanismo, e tem uma trajectória académica caracterizada pela excelente competência científica, social e ética, bem como, uma profunda ligação à cultura do povo timorense.

O Comité Central do PST, por unanimidade, deliberou:
Aprovar a candidatura do Dr. António Lopes / Fatuk Mutin, como candidato independente, com o apoio do Partido, às Eleições Presidenciais de 2017

Uma Candidatura do Povo, com o Povo e para o Povo

Díli, 28 de Setembro de 2016.
O Presidente, Dr. Avelino Coelho / Shalar Kosi FF
O Secretário-Geral, Dr. M. Azancot de Menezes”

Partido Socialista de Timor – PST  |  Partidu Socialista Timor – PST
Sede Nacional do Comité Central: Avenida Balide, Balide – Díli
(+670 77804481 / 78594789)

 

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -