Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Julho 6, 2022

Gays, Ciganos, Pretos, Pulas e a idade do Barro

João Vasco AlmeidaVivemos a idade do Barro para Gays, Ciganos, Pretos, Pulas. O Presidente desconhece o valor da família, embora encha a boca com ele. Quando Cavaco Silva se dirige ao país a desejar boas festas às famílias exclui, naturalmente, aquelas em que duas pessoas casadas, do mesmo sexo, coabitam com crianças adoptadas. Esses, para Cavaco e para o CDS, vade retro, malditos, que à luz de estranha crença representam o demónio.

O líder da CDU desconhece o valor do carisma. É mentira, mas façamos de conta. O machismo de Jerónimo ao sugerir que Edgar devia ter andando maquilhado e de mini-saia só pode vir de um desconforto enorme com o central comité que o impede de mudar os estafermos no órgão masculino do PCP.

Os títulos do Correio da Manhã destacam que há pretos e ciganos no governo, puxando a diferença da cor de pele ou de educação para semear a distinção das diferenças e assustar a maioria. Quando o jornal do MPLA faz a mesma coisa a Pacheco Pereira o CM fica calado. Dois pesos, uma medida.

A altivez arrogante com que as damas, grávidas de diamantes e petróleo do regime angolano, tratam as jovens empregadas de Massamá e de Telheiras nas lojas de moda da Avenida da Liberdade, destratando-as como se fossem antigos trabalhadores das fazendas colonizadas ao som da espada e da metralha, revela que o revanchismo nunca é bom valor de educação.

Directores de escolas recusam-se a ter ciganos nas turmas, porque qualquer coisa. Há casos de assistentes sociais a pedir “por favor” que putos de famílias ciganas voltem à escola e directores a dizer que isso perturba as aulas. Até que se chegou àquela cousa linda, de Tomar, onde se fez uma turma “com a ciganada”, como outrora se fizeram campos só com judeus.

O que nos salva é que há uma geração daltónica e libertária, que em breve chegará aos 20, depois aos 30 e finalmente ao poder. Esses, se tivermos sorte, vão passar por enorme dificuldades para explicar à minha geração – e às mais velhas que estiverem por cá -, porque eramos trogloditas. Passaremos da idade do Barro à idade do Chat. Sabem porquê? Porque hoje, no chat do Clash of Clans, todos eles são magos, gigantes, guerreiros ou dragões. Heróis. E isso é bom.

Outros artigos de João Vasco Almeida

 

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

Caminhar

Boa pergunta

VER…

- Publicidade -