Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021

Habitantes das ilhas gregas propostos para Prémio Nobel da Paz


A população das ilhas gregas de Lesbos, Leros, Samos, Rhodes, Kos e Chíos vai ser nomeada para o Prémio Nobel da Paz, divulgou o jornal britânico The Guardian. A nomeação, proposta por vários académicos das universidades de Oxford, Copenhaga, Princeton, Harvard e Cornell, tem por base o auxílio prestado pelos habitantes daquelas ilhas aos refugiados e imigrantes que, em 2015, fugiram da guerra e da fome, atravessando o Mediterrâneo em pequenos barcos, onde arriscaram a vida, para chegar à Europa.

Segundo aquele jornal inglês, os académicos vão entregar uma petição ao Comité Nobel, numa iniciativa que conta com o apoio do Governo grego. Recorde-se que, no ano passado, aquelas ilhas helénicas foram um porto de acolhimento para quase um milhão de refugiados e imigrantes vindos da Síria, Iraque, Paquistão, Afeganistão e diversos outros países.

 

Governo de Tsipras apoia iniciativa

Os académicos já reuniram com Yiannis Mouzalas, ministro grego das Migrações, que assegurou o apoio total do Governo de Tsipras a esta iniciativa. A petição enfatiza o papel da população daquelas ilhas na ajuda aos refugiados e imigrantes, sobretudo tendo em conta a situação económica do seu país.

É destacada a “empatia e o auto-sacrifício” dos gregos, que não hesitaram em abrir a porta das suas casas para acolher aquelas pessoas em situação dramática, muitas vezes arriscando a vida para salvar quem caia dos barcos e auxiliar feridos e doentes. As nomeações para o Prémio Nobel terminam no próximo dia 1 de Fevereiro.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -