Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Setembro 28, 2021

Jornalistas e redes sociais em perigo no Irão

Paulo Vieira de Castrohttp://www.paulovieiradecastro.pt
Autor na área do bem-estar nos negócios, práticas educativas e terapêuticas. Diretor do departamento de bem-estar nas organizações do I-ACT - Institute of Applied Consciousness Technologies (USA).

Detida arbitrariamente, mantida em prisão solitária e sem acesso ao seu advogado, Hengameh Shahidi, jornalista, está em estado crítico na prisão de Evin em Teerão.

Segundo a Amnistia Internacional, as autoridades continuaram a censurar todos os meios de comunicação, bloqueando transmissões de TV por satélite estrangeiras, fechando ou suspendendo jornais, incluindo o “Bahar”, o “Ghanoun” e forçando a revista dedicada aos direitos das mulheres “Zanan-e Emrooz” a suspender a publicação. Outros  jornalistas foram presos, incluindo o editor do jornal “Ehsan Mazandarani”, o editor-chefe da revista “Goftegoo”.

Redes sociais bloqueadas

WhatsApp, Line, Facebook, Twitter, Youtube, de entre outros fazem parte da lista de redes sociais bloqueadas por serem consideradas “ameaçadoras para a segurança moral”.

Centenas de contas do Telegram e do Instagram foram, igualmente, bloqueadas. Administradores de, pelo menos, 450 grupos foram presos ou chamados para interrogatório. De salientar que a Telegram era considerada a única rede social de acesso fácil e seguro no Irão. Isto, até agora…

Hengameh é uma pacifista, comprometida com o exercício da liberdade de expressão e uma activista pelos direitos da mulher. Acusada de crimes contra a segurança nacional, a sua prisão deverá estar relacionada com as eleições presidenciais de Maio próximo.

Para saber mais poderá ler o mais recente relatório da “Amnistia Internacional” – Canadá.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -