Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Janeiro 27, 2022

Live nesta sexta (17) une grandes artistas para salvar a cultura do desgoverno e da fome

Marcos Aurélio Ruy, em São Paulo
Jornalista, assessor do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo

Não há naja ou ema que nos salve do desgoverno se todos os setores democráticos da sociedade não se unirem para tirar Jair Bolsonaro do cargo mais elevado do país. A falta de projeto para a cultura tem se mostrado um desastre absoluto para a nação. Não existe nação sem cultura.

Para amenizar a situação de milhares de trabalhadores da música no país que artistas se uniram na campanha Somos Muitos com largada marcada para esta sexta-feira (17), a partir das 20 horas, com uma live imperdível com depoimento de Chico Buarque e shows de João Bosco, Ivan Lins, Maria Alcina, a Gabriel O Pensador e vários outros artistas já confirmados.

“São milhares de técnicos de som, técnicos de luz, roadies, cenotécnicos, músicos, produtores e vários outros trabalhadores da música que, de uma hora para outra, viram suas receitas reduzirem a zero”, diz trecho da apresentação na página do projeto.

Porque somos muitos, é importante a solidariedade para superar este momento tão difícil para milhões de brasileiros no desespero do desemprego e do desalento com o aprofundamento da crise pela falta de projeto de desenvolvimento desse desgoverno inepto e inconsequente.

O objetivo da campanha é arrecadar doações a serem distribuídas no valor de R$ 600 para cada trabalhador inscrito para receber. A quantia é para contemplar o maior número possível de trabalhadores da cultura, em dificuldades causadas pela parada forçada pela pandemia do coronavírus. Além disso, 10% do que for arrecadado vai para o Retiro dos Artistas no Rio de Janeiro.

Recentemente foi inclusive sancionada a Lei Aldir Blanc de emergência cultural, uma grande vitória da cultura, dos movimentos sociais, mas os trabalhadores da cultura precisam de toda ajuda possível. Se puder doe. As inscrições dos trabalhadores que precisam pode ser feita até o dia 3 de agosto. Inscreva-se como beneficiário. As doações podem ser feitas até o dia 7 de agosto. No dia 10, sai a lista dos contemplados no site da campanha.

Esta live garante o programa da sexta-feira. Afinal música boa sempre espanta todos os males com muita vivacidade e vontade de transpor as barreiras da escuridão, que insiste em atrapalhar as nossas vidas.

Você pode assistir pelo canal de YouTube Ziriguidum ou página do Facebook Ziriguidum e também pelo Facebook da produtora Bateia Cultura. Não perca esta oportunidade de ajudar quem precisa e valorizar quem trabalha para manter viva a cultura popular brasileira.

A resistência cultural tem sido um dos baluartes contra o fascismo que espanta a inteligência, o bom senso e o país. Essa resistência não pode parar até a sombra do fascismo desaparecer. Somos muitos, somos mais de 70% e queremos um país livre, democrático e justo. Cultura tem que ser para todos.

Faça sua doação

Entre no site da campanha


Texto em português do Brasil


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -