Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Maio 24, 2022

México: Mais de 100 políticos são assassinados

Desde o início da campanha eleitoral do México, foram registradas 357 agressões contra políticos e candidatos e 102 foram assassinados. As eleições gerais acontecem no próximo dia 1º de julho. Além das agressões e dos assassinatos, outros 112 políticos e candidatos receberam ameaças contra sua integridade física. Segundo a empresa de consulta que divulgou o estudo, Etellekt, pelo menos 37 das pessoas assassinadas concorriam a algum cargo neste processo eleitoral.

Estes números representam aumento de 385,71% nos casos de violência, em comparação à campanha de 2015. “Durante as eleições anteriores foram registradas 357 agressões contra políticos e candidatos”, diz o estudo.

Vale destacar que em 73% dos casos, as vítimas são os políticos de oposição ao atual governo. Apenas entre os dias 8 e 26 de maio foram registrados 52 ataques contra membros do Movimento de Regeneração Nacional (Morena), partido do candidato de esquerda Andrés Manuel López Obrador, que tem liderado as pesquisas de intenção de voto.

O estudo revela ainda que o crime organizado é responsável por 83% dos assassinatos. As zonas com maior risco de violência são os estados de Guerrero, Oaxaca, Jalisco, MIchoacán, Colima e Nayarit, nestas áreas, pelo menos 50 políticos foram assassinados.

Foto: Do total de dirigentes políticos assassinados, 73% são da oposição (Efe)

Texto em português do Brasil

Exclusivo Editorial PV  / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -