Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Janeiro 20, 2022

Moçambique: Libertem o jornalista detido em Cabo Delgado

Amade Abubacar, jornalista da rádio comunitária de Nacedje, foi detido no dia 5 de Janeiro de 2019, pela polícia do distrito de Macomia, província de Cabo Delgado, a norte de Moçambique.

A polícia confiscou-lhe o telemóvel, algemou-o e levou-o para a esquadra de Macomia. Amade Abubacar foi detido quanto entrevistava civis deslocados internos que fugiram das suas casas devido à intensificação de ataques violentos a norte de Cabo Delgado. Amade Abubacar está detido em regime de incomunicabilidade, não foi oficialmente acusado de nenhum crime e não lhe foi concedido acesso a um advogado.

Desde Outubro de 2017, que grupos armados têm matado civis na província de Cabo Delgado, a norte de Moçambique. Os ataques começaram no Mocimboa da Praia (a norte de Cabo Delgado), envolvendo membros de um grupo extremista que lançaram ataques simultâneos e coordenados a instituições governamentais, incluindo esquadras. No final de 2018, houve uma escalada dos ataques. Entre os meses de Novembro e Dezembro de 2018, ocorreram mais de 8 ataques em aldeias nos distritos do norte da província de Cabo Delgado, nomeadamente em Nangade, Macomia e Palma, que resultaram em 20 mortos de mais de 100 casas incendiadas.

Desconhece-se a ideologia política deste grupo que não fez nenhum tipo de reivindicação política. Os rebeldes invadem aldeias, incendeiam casas e matam os residentes a golpes de machete e saqueiam a sua comida. Os moradores das aldeias mudaram a sua vida quotidiana com medo dos ataques. Algumas pessoas deixaram de dormir nas suas casas e preferem dormir na praia. Evitam deslocar-se à noite e alguns moradores fugiram para outros distritos.

Envie um apelo escrito nas suas próprias palavras ou use este modelo de carta

Excelentíssimo Senhor Ministro do Interior Jaime Basílio Monteiro

Av. Olof Palme 46/48
Maputo,
Mozambique

[email protected]
[email protected]

Excelentíssimo Ministro Jaime Basílio Monteiro,

No dia 5 de Janeiro, a polícia do distrito de Macomia em Cabo Delgado (a norte de Moçambique) deteve o jornalista Amade Abubaca. Este não foi acusado de nenhum crime. Amade Abubacar é jornalista da rádio comunitária de Nacedje.

Amade Abubacar estava a cobrir os ataques a civis realizados por grupos armados na província de Cabo Delgado, e estava a entrevistar e fotografar um grupo de pessoas que fugiram das suas casas devido à intensificação de ataques violentos, quando os agentes da polícia o detiveram sem mandado. Amade Abubacar foi algemado, confiscaram-lhe o telemóvel e levaram-nos sob custódia.

No dia 6 de Janeiro de 2019, Amade Abubacar foi transferido para um centro de detenção militar no distrito de Mueda, a norte de Cabo Delgado. Amade Abubacar tem estado detido em regime de incomunicabilidade, sem acusação e sem acesso ao seu advogado.

Esta é a segunda detenção arbitrária de jornalistas em menos de um mês na província de Cabo Delgado. A Amnistia Internacional condena o clima generalizado de medo e de impunidade em Moçambique.

Apelo a V. Exª para que desenvolva todos os esforços junto das força militares e que liberte imediata e incondicionalmente Amade Abubacar da detenção arbitrária em que se encontra. Peço ainda que garanta, enquanto aguarda libertação, que Amade Abubacar não é sujeito a tortura e outros tipos de maus-tratos e que lhe é concedido acesso à sua família e advogados de sua escolha. Apelo para que V.Exª assegure que os jornalistas possam realizar o seu trabalho sem receio de ataques, intimidação, perseguição e censura.

Atentamente,


por Amnistia Internacional


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -