Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Dezembro 5, 2021

Moulin Rouge inspira espectáculo da Escola de Dança

Joaquim Ribeiro
Jornalista

Lembram-se de Lucilina e Vítor Sobreiro, que deram nas vistas no concurso televisivo “A Visita da Cornélia”, em 1977? Casaram-se e fundaram a Escola de Dança de Torres Vedras / Academia de Artes de Palco, que levou à cena, no salão da Tuna Comercial Torreense, o espectáculo Tuna Rouge, sempre com sala cheia de público.

Tratou-se de um musical, inspirado noutro musical internacionalmente conhecido, o Moulin Rouge, que por sua vez evoca a famosa sala de espectáculos parisiense. Mais de 60 bailarinos amadores representaram, dançaram vários ritmos, cantaram e interpretaram a história que decorre num cabaret algures no início do século XX.

Os textos e os ensaios foram da autoria de Francisco Malhado, neto de Lucilina e Vítor Sobreiro. Mostraram, acima de tudo, a evolução da Escola de Dança de Torres Vedras para uma Academia de Artes do Palco, mais diversificada e abrangente no que diz respeito às artes performativas. Para além da dança, que está na origem da escola, evoluiu para novas experiências musicais, como pode ser apreciado nas exibições públicas que têm sido apresentadas aos torrienses.

Segundo Lucilina e Vítor Sobreiro, as aulas na escola de dança reflectem essa mesma evolução, já que os jovens alunos podem experimentar o canto, a dança ou outras artes do espectáculo na mesma inscrição. “Temos de estar sempre actualizados, por isso vem todas as semanas um professor de Lisboa que traz aos nossos alunos as últimas novidades na área da dança, mesmo no que diz respeito às danças de salão”, explicam.

Neste caso, o evento contou com a participação das classes mais avançadas: Juventude, Intermédios, Avançados, Top e até a classe de Adultos deu o seu pezinho de dança. A escola tem ainda as classes Criativa, Infantis, Juvenis, Jovens Iniciados e Juniores. São, ao todo, cerca de 120 alunos.

Tuna Rouge

No espectáculo Tuna Rouge a história, baseada na vida real, andou à volta de uma rivalidade entre duas bailarinas. Monsieur Ziegler, personagem interpretada por Francisco Malhado, conhece finalmente a sua verdadeira vocação, enquanto o Duque (Vítor Sobreiro) seduz (ou é seduzido) por Lady Marmelada (Lucilina Sobreiro).

Um espectáculo que já envolve uma produção complexa. No som esteve Sérgio Faustino e nas luzes Sérgio Tovar. Dois amigos da escola de dança que deram o seu contributo, assim como outros que ajudaram no guarda-roupa ou até no palco, como a cantora torriense Maria João Madeira, “que está sempre disponível para colaborar”, sublinham.

Dia 27 de Janeiro volta à cena o espectáculo Tuna Rouge, novamente no salão da Tuna Comercial Torreense, que está renovado e recuperado, oferecendo actualmente excelentes condições para o público.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -