Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Dezembro 5, 2021

Chomsky: “A ideologia de Trump é autoritária e perigosa”

O linguista, filósofo e pensador político estadunidense Noam Chomsky descreveu a ideologia do presidente dos EUA, Donald Trump, simplesmente como “eu”, acrescentando que, embora não seja fascista, ainda é “profundamente autoritário e muito perigoso”.

No entanto, não há outra opção aos olhos das pessoas, acrescentou Chomsky em sua entrevista à BBC.

Qual é a alternativa a Trump? Os democratas desistiram da classe trabalhadora há 40 anos. Não é o seu círculo eleitoral, ninguém no sistema político o é. Os republicanos afirmam ser, mas eles são basicamente os inimigos da classe. No entanto, eles apelam para as pessoas com base em reivindicações. “Nós vamos ajudá-lo economicamente, mesmo quando você nos chutar na cara”?”

Em seu livro, Chomsky classificou o Partido Republicano como “a organização mais perigosa da Terra” e, quando lhe pediram para explicar, ele assinalou que se trata de algo de que eles se recusam a admitir a existência.

“Trump fará dano ao mundo, e já está a acontecer. O aspecto mais importante da eleição,Trump, não é apenas Trump em si, mas todo o Partido Republicano, visto que eles se afastam do resto do mundo no que respeita à mudança climática, uma questão crucial, uma ameaça existencial”, disse Chomsky.

Ele chamou a esta negação um “espectáculo espantoso”, no qual “os EUA, sozinhos no mundo, não só se recusam a participar de esforços para lidar com a mudança climática, mas dedicam-se a miná-los. E não é apenas Trump — cada líder republicano faz o mesmo e preocupa-se apenas a nível local”.

E a opinião popular dos EUA não é exactamente uma ajuda, de acordo com Chomsky.

“Aproximadamente 40% da população pensa que não é um problema porque Jesus vai chegar daqui a um par de décadas”.

O Daesh (autodenominado Estado Islâmico) não é também uma ameaça? Parece que sim, mas Chomsky não tem certeza disso.

O Daesh está dedicado a destruir as perspectivas da existência humana organizada? O que significa dizer que não só não estamos a fazer nada sobre a mudança climática, mas estamos a acelerar a corrida para o precipício! Não importa se eles acreditam genuinamente ou não, se a consequência disso é ‘vamos usar mais combustível fóssil, vamos recusar subsidiar os países em desenvolvimento, vamos eliminar as regulamentações que reduzem as emissões de gases de efeito estufa’ — se essa é a consequência, isso é extremamente perigoso”

“A única ideologia de Trump é ‘eu’, não é Hitler ou Mussolini, mas profundamente autoritário e muito perigoso”, concluiu o filósofo.

O processo que está a acontecer nos EUA também é acompanhado por todo o mundo, disse Chomsky à BBC, devido a “um assalto massivo a grande parte da população, um ataque à democracia”, que levou “não apenas à raiva, mas ao desprezo pelas instituições centristas”.

“Uma grande parte da população sente que eles simplesmente não respondem” e Chomsky enumera os resultados disso: Trump, Brexit, Le Pen.

No entanto, a vitória de Emmanuel Macron nas eleições presidenciais francesas “não é, de modo algum, o fim do populismo na Europa”, disse ele. Na verdade, “Macron é um exemplo de populismo, porque ele veio do exterior, porque as instituições caíram. O voto para ele foi substancialmente o voto contra Le Pen”.

Por último, mas não menos importante, Chomsky comentou sobre o editor-chefe do Wikileaks, Julian Assange, considerando a sua perseguição e ameaças contra ele “completamente erradas.”

O que o mantém na prisão — e de facto está na prisão — é a ameaça de que os Estados Unidos irão atrás dele. A mesma coisa que está mantendo Snowden na Rússia. E ele tem razão em preocupar-se com isso. É a ameaça que está errada”

Fonte: Sputnik | Texto original em português do Brasil

Exclusivo Portal Vermelho / Tornado

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -