Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Agosto 19, 2022

O Homem Que

A próxima produção d’A Escola da Noite – Grupo de Teatro de Coimbra, actualmente em preparação, é construída a partir da vasta e multifacetada obra de Augusto Baptista. “O Homem Que” é uma instalação-espectáculo que convidará os espectadores/visitantes a um percurso pelo Teatro da Cerca de São Bernardo, a partir de 6 de Junho.

Com encenação de António Augusto Barros e concepção plástica de António Augusto Barros e Ana Rosa Assunção, “O Homem Que” apresentará ao público o surpreendente, instigante, poético e bem-humorado universo de um autor que permanece largamente desconhecido e afastado dos cânones ou dos circuitos estabelecidos.

Assumindo o desafio, A Escola da Noite está a seleccionar fotografias, desenhos, textos em diversos formatos (contos, micro-contos, “enigmas” que parecem haikus) e até figurações diversas em tangram, o célebre jogo inventado na China no qual o autor se tornou um especialista mundialmente reconhecido.

É esta multiplicidade de formas que A Escola da Noite experimenta agora transpor para o palco do TCSB, entre quadrados, triângulos e o paralelograma, a acutilância do traço, a luz da fotografia e o fascínio pelas palavras, pela linguagem e pela complexidade humana.

Com estreia marcada para 6 de Junho, o espectáculo manter-se-á em temporada ao longo de algumas semanas.

Augusto Baptista

Nascido em Oliveira de Azeméis e cidadão do Mundo radicado no Porto, Augusto Baptista é jornalista de profissão, definindo-se a si próprio como alguém que “cruza escritas: texto, fotografia, desenho”. Com várias exposições realizadas, individuais e colectivas, tem vários livros publicados, entre os quais: “Floripes Negra”, “Histórias de coisa nenhuma e outras pequenas insignificâncias”, “O caçador de luas”, “Elucidário oblíquo do reino dos bichos”, “Moustache”, “Rabo de gato”, “Nonsense”, “Garrafas”, “Humor das multidões”, “o homem que”, “opus 4”, “Gente do Porto” ou ainda, com Francisco Duarte Mangas, “O medo não podia ter tudo” e “A cidade escrita”. Criador de tangram, editou “Tangram Art”, “Tangram design”, “Tangram cats” e “Tangram humanas figurações”.

É sócio fundador e membro da direcção da Associação Cena Lusófona, integra a Associação de Jornalistas e Homens de Letras do Porto e é há mais de duas décadas fotógrafo de cena d’A Escola da Noite, tendo documentado a esmagadora maioria dos espectáculos da companhia.


Os assinantes solidários do Jornal TORNADO têm Desconto de 50%, em dois bilhetes para cada um destes nos espectáculos.



Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -