Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Janeiro 31, 2023

O mistério da Mota-Engil

logótipo da Mota-EngilAs acções da Mota-Engil abriram, esta Segunda-feira, a perder mais de 20 por cento, o que levou a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a suspendê-las. Uma decisão que, entretanto, foi revertida, depois da empresa ter divulgado um comunicado.

No texto, a Mota-Engil diz que “desconhece qualquer facto que possa minimamente justificar o comportamento da cotação da sua acção”. A empresa admite que alguns dos mercados em que opera passaram por uma situação “muito difícil em 2015”, mas que, apesar disso, conseguiu “um fluxo positivo em termos de recebimentos que permitiu a redução assinalável dos níveis consolidados de endividamento”.

Explicações que foram suficientes para a CMVM levantar a suspensão das acções, mas não para os investidores ganharem confiança. As acções fecharam o dia com uma queda de 18,59%, passando cada uma a valer 1,174 euros. Este foi um dia negro para a bolsa nacional, cujo principal índice registou uma queda de 3,71%.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -