Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Julho 19, 2024

Os Sirgueiros do Volga, Ilya Repin

Guilherme Antunes
Guilherme Antunes
Licenciado em História de Arte | UNL

O POVO NA ARTE

“Os Sirgueiros do Volga”, de Ilya Repin. Foi um pintor e escultor russo do movimento artístico Peredvizhniki.A sua obra mais importante dedicou-a, o pintor, aos trabalhadores miseráveis do trabalho da sirga. Olhar sensível e inspirado, podemos ver uma arte como um aríete contra a exploração tzarista. Denúncia inequívoca de uma sociedade velha e injusta, de rostos sofridos, exaustos, misérrimos.

O jovem do meio do grupo, iluminado, parece querer rebelar-se e dar uma indicação determinada que basta daquela vida animalesca, que seria resolvida pela futura Revolução Socialista.

Ilya Repin 1844-1930

Ilya Yefímovich Repin, em russo Илья́ Ефи́мович Ре́пин, nasceu na cidade de Chuhuiv, no Império Russo, que hoje pertencente à Ucrânia.

Foi um dos mais importantes pintores do realismo russo. As suas obras eram pintadas dos modos do realismo. Continham uma grande profundidade psicológica e exibiam as tensões da ordem social existente. No final da década de 1920 começaram a publicar-se na URSS detalhados trabalhos sobre sua obra e ao redor de dez anos depois foi posto como exemplo para ser imitado pelos artistas do realismo socialista.

Em 1856, tornou-se aluno de Ivan Bunakov, um pintor local. No período de 1859–1863 pintou ícones e murais encomendados pela Sociedade de Encorajamento de Artistas. Em 1864 ingressaria na Academia Imperial de Artes, onde conheceria o pintor Ivan Kramskoi. Viajou pelo Rio Volga em 1870, fazendo rascunhos e sketchs das paisagens.

Em 1916 trabalhou as suas memórias, Far and Near, com o auxílio de Korney Chukovsky. Foi um entusiasta da Revolução Russa de 1917. Em 1918, a fronteira entre a Rússia e a Finlândia foi fechada, portando sua residência oficial ficou fora da Rússia.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -