Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Fevereiro 8, 2023

Panteão Nacional

Joaquim Jorge, no Porto
Joaquim Jorge, no Porto
Biólogo, Fundador do Clube dos Pensadores

António Costa que foi exímio e hábil em conseguir algo impensável na democracia portuguesa pós-25 de Abril – um acordo com o BE e PCP de incidência parlamentar -, tem sido infeliz e errático na abordagem a: incêndios, Tancos, surto da Legionella, jantar da Web Summit no Panteão Nacional.O jantar da Web Summit no Panteão criou polémica, mas o aluguer do espaço é autorizado. Não entendo tanto alarido!

O Panteão Nacional já não é o que era depois de receber jogadores de futebol. Não me repugna nada que possa ser utilizado para eventos desta natureza, devidamente enquadrados com o prestígio histórico e cultural do espaço.

Sou a favor que, museus, palácios e monumentos possam ser alugados. É um meio de se fazer dinheiro para a sua manutenção e uma forma de divulgação desse espaço e da história de Portugal.

Não acredito que António Costa, que esteve no evento Web Summit, não soubesse desse jantar. António Costa não pode reagir a reboque de críticas nas redes sociais. Ao dizer que é indigno e ofensivo esse jantar, está criticar-se a si próprio e o seu governo. É um verdadeiro tiro no pé.

Um Estado tem leis e os governos sejam quais forem devem honrá-las e respeitá-las. Há um Regulamento de Utilização de Espaços nos serviços dependentes da Direção Geral do Património Cultural (DGPC).

A directora do Panteão, Isabel Melo, autorizou o referido jantar. Esta senhora tem acima dela o Ministro da Cultura. Não é correcto atirar as culpas para o anterior governo. Haveria sempre a hipótese de não autorizar, não era obrigatório autorizar.

António Costa tem tido um desempenho positivo e conseguido coisas impensáveis, mas às vezes fica atónito e reage sem nexo. Em Portugal quem manda tem que saber o que quer, mas às vezes, parece que não sabe o que quer. O Panteão já foi alugado outras vezes. Só se aperceberam agora? Andam distraídos ou o Governo só reage por arrastamento?

É caricato um membro do governo aprovar este evento e vir o chefe do governo ser contra! Há aqui qualquer coisa que não bate certo. A autorização foi aprovada pelo Ministro da Cultura do governo de António Costa. O Ministro da Cultura não tem que achar estranho este jantar, o que tem que fazer é demitir-se.

Atirar as culpas para o governo anterior de Pedro Passos Coelho, de tudo que acontecesse de mal, começa a ser prática deste governo socialista.

O Despacho 8356/2014, promulgado por Jorge Barreto Xavier, então secretário de Estado da Cultura. É claro: – A utilização do espaço está dependente de “consulta prévia e condições a acordar” e desde que “compatíveis com os seus valores histórico/patrimoniais”. A sair alguém mal nesta fotografia, de novo, é António Costa.

António Costa ao falar errou, pensando que se sairia bem mas acabou por se sair mal. Arranjou problemas a si próprio e que a Web Summit para o ano não se realize em Lisboa.

A maioria dos portugueses nem sabe o que é o Panteão. Quer é dinheiro no bolso para fazer umas compras nesta época de Natal. O resto passa-lhe ao lado.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -