Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Outubro 16, 2021

Pássaros livres

Delmar Gonçalves, de Moçambique
De Quelimane, República de Moçambique. Presidente do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora (CEMD) e Coordenador Literário da Editorial Minerva. Venceu o Prémio de Literatura Juvenil Ferreira de Castro em 1987; o Galardão África Today em 2006; e o Prémio Lusofonia 2017.

Poemas de Delmar Maia Gonçalves

“Pássaros livres”

Já não há Pássaros livres
e os que há
já não estão
predispostos ao voo
Estão inertes
ansiando as balas.

 

“Zalala”

O céu amplamente azulado
cobrindo as longas
e plácidas alamedas
de acácias e jacarandás
e os finos e macios
areais da paradisíaca
e semi-virgem praia
amplamente vigiada
pelas casuarinas
que acolhem
com ternura hospitaleira
os forasteiros
e longinquamente
uma imensa extensão de floresta
rompendo a terra
num silêncio
que reclama
vida dentro da vida
e que traz em si
nostalgia das raízes.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anterior“filhos do betão e do aço”
Próximo artigoQuadro…..
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -