Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021
- Publicidade -

Nome do autor

Delmar Gonçalves, de Moçambique

De Quelimane, República de Moçambique. Presidente do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora (CEMD) e Coordenador Literário da Editorial Minerva. Venceu o Prémio de Literatura Juvenil Ferreira de Castro em 1987; o Galardão África Today em 2006; e o Prémio Lusofonia 2017.
143 Artigos
0 COMENTÁRIOS

Nas margens entre os dois rios

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "A desgraça dos poetas" Desgraçados dos poetas pensadores e reflexivos desgraçados dos poetas verdadeiros e apaixonados desgraçados dos poetas sonhadores e utópicos desgraçados dos poetas fracos e sensíveis desgraçados...

Gorongosa

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I Este poeta exilado não para de sucumbir As agruras do tempo dilaceram-no Voltai-lhe o rosto para o berço natal para que ele exale o seu último...

Há silêncio

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Jamusse" Num modesto bairro de caniço chuabo nasceu um menino misto que nem era branco nem era negro. Mas nunca pensara em raças ou cores nem rejeitara...

Monólogo de um mestiço

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Apesar do mar azul há pântanos de incertezas." II Sinto a acidez do ódio nas pálpebras da minha quietude. II "Mucutu" Saudade ancestral de passados que nos preenchem os vazios...

Tristeza

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I Venho de um país do início do mar onde toda a acosta é cromática e a lua arredonda nossa sina. Venho de um país de...

Pensamentos

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Interpelação" Sol que queimas do lado das planícies onde combate meu irmão que "novas" me trazes? E o sol em brasa responde: O mensageiro traz-nos "novas"...

O poder em África e a dominante estratégia da defesa de interesses externos

A durabilidade da permanência no poder não é uma questão irrisória, é uma questão fundamental. Na verdade sempre o foi. O multimilionário africano Mo Ibrahim...

Os poemas nunca são fechados

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I Nas alcovas do cifrão moram homens como nós ao portão uivam lobos canções sem melodia A alcateia é um convite velado à ilusão da utopia...

Martin Luther King Jr

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Refúgio" Um dia terei de plantar o verde do quintal no céu estrelado E então terei cactos de cimento pintados na terra! II "As duas faces do Cão Tinhoso" Cão...

Voz inquieta

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Voz inquieta" Inquietem-se povos do mundo Sim, povos do mundo inteiro inquietem-se inquietem-se contra a injustiça ainda que isso vos custe o encarceramento ainda que isso...

Nova Iorque – 11 de setembro

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I Sempre vivi noites geométricas mas nunca consegui tê-las simétricas Umas mais verdes e outras demasiado cinzentas A escuridão tomou conta do espaço que não me...

Grito do silêncio

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Perfume afrodisíaco do poder" Onde está nosso irmão que pregou a liberdade e se esqueceu? Onde está nosso irmão que prometeu futuro melhor que não existe? Onde...

Vida

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Vida" (a propósito de um futuro que ainda não chegou) Ao meu país as aves regressaram e com elas a alegria, a paz, a vida e...

Incógnito

Poemas de Delmar Maia Gonçalves I "Entre o sonho e a realidade" Sonho sonho permanentemente utopicamente desesperadamente mas vivo a realidade Talvez se tivesse nascido noutras épocas ou noutros espaços tivesse conhecido Gandhi e...

A propósito do luxo e outras banalidades

Começo a ficar preocupado, confesso. O que se passa afinal, que de repente algumas figuras consideradas importantes desta  praça finalmente descobriram que o luxo é...

Últimas notícias

- Publicidade -