Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Setembro 25, 2021

Paulo Flores alvo de boicotes

Francisco Do Nascimento, em Luanda
Correspondente em Luanda, Angola

Paulo Flores, um dos músicos mais acarinhados pelo público amante da música angolana, tem vivido momentos difíceis nos últimos dias.

Tudo começou no dia 28 de Dezembro de 2016, no habitual show da “Virada” organizado pela LS Republicano, quando na vez de Paulo Flores actuar houve um corte de luz no Estádio dos Coqueiros, local do referido Show. O músico não se abalou e continuou com a sua actuação, cantando e vibrando com o público. O mais caricato é que justamente depois de Paulo Flores e sua banda se terem retirado do palco, a luz restabeleceu rapidamente.

Depois do Show, Paulo Flores não se pronunciou sobre o boicote sofrido. Mas os problemas não pararam por aí, o que obrigou o músico a desabafar através de uma publicação na sua página oficial do Facebook na passada segunda-feira.

Na publicação, Paulo começou por recordar o sucedido ocorrido no Estádio dos Coqueiros:

“Depois de coincidentemente a minha participação no show da virada ter sido sem luzes no palco nas primeiras 2 músicas, e na terceira enquanto eu dropava versos do meu tema Inédito “boca do Lobo” na parte do refrão foi toda a electricidade som tudo… coincidentemente o som e a luz voltaram assim que eu e a minha banda saímos do palco; no disse nada”

Paulo Flores, prosseguiu com a reclamação, é que alguns portais postaram algumas fotos semi-nuas do músico em companhia da sua esposa. Paulo disse que as referidas fotos foram tiradas em 2011:

“A seguir pegam numa foto de 2011 minha e da Irina na casa de banho, bem sexys, ela bem como sempre e eu aparecia com o meu peitoral irresistível tipo os casais americanos, pegaram nessa foto e publicaram em várias plataformas como algo que tivéssemos publicado recentemente; no disse nada”.

Por fim, Paulo Flores pronunciou-se sobre o Top Da Rádio Luanda, no qual é um dos concorrentes em seis categorias, e que infelizmente, segundo o cantor, a organização não quer que ele vença: “depois sou indicado para 6 categorias no top Rádio Luanda onde ia bem à frente nas várias votações até que desde ontem coincidentemente a luz foi para todos os que queriam e querem votar em mim, inclusive a opção de votar em mim desapareceu. Uóu “mas isso é possível? Tou-lhe a dizer”.

Paulo Flores disse que o maior prémio que tem é o carinho que recebe dos seus fãs, e que os boicotes que tem sofrido devem-se ao facto de existir um “Lobo” que pretende engolir não só a ele, como outras pessoas mais. “O prémio maior é perceber o carinho das pessoas, mas por respeito aos meus fãs que votaram e todos os outros deixo só aqui essa dica, que no passa nada, é só a boca do Lobo que me quer engolir como a tantos de nós; outros não têm nem voz nem palco”.

Paulo Alexandre da Silva Flores nasceu em Julho de 1972 e lançou o seu primeiro álbum em 1988. Nas suas canções aborda diversos temas como o problema da governação, o dia-a-dia dos angolanos, a corrupção, etc. É um dos músicos de maior sucesso em Angola. O seu mais recente álbum foi lançado em Setembro de 2016, com o título: “Bolo de Aniversário”, que tem como referência a música “Baju”.

https://youtu.be/rftwP_ZlPEU

O autor escreve em PT Angola

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -