Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Outubro 16, 2021

“Pode alguém manter-se inteligente sem se tornar violento?”

José Mateus
Analista e conferencista de Geo-estratégia e Inteligência Económica

“Est-ce qu’on peut rester inteligent sans devenir violent?” A pergunta (armadilhada, claro) foi colocada, há uns tempos, numa bela tarde da primavera parisiense num acolhedor restaurante do VIIème, por um coronel que na sua juventude foi o patrão da ala militar da GP.

Ao colocar a questão, olhou para mim com ar matreiro e um sorriso sacana a bailar-lhe no olhar. Éramos quatro à mesa e, assim, optei por esquivar-me a responder. Quando, depois disso, em nova incursão minha por Paris, nos encontrámos numa esplanada ao lado da École Militaire, a “agenda” era longa e não houve tempo para, finalmente, lhe dar a merecida resposta.

Neste início de ano, o primeiro post é justamente dedicado (embora em modo um pouco críptico) a essa resposta. Meu caro CH, como podes reparar já os velhos gregos te responderam (e eu faço minha a resposta deles). Minerva, a grega deusa da Sabedoria tem a coruja no ombro, aos pés tem o escudo e na mão tem a lança…

Que tríade!

Tu piges, n’est-ce pas? Salut et très bonne année 2020, mon cher ami CH.


Exclusivo Tornado / IntelNomics

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -