Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Julho 22, 2024

Queen e Bowie juntos chegam ao topo

QUEEN AND BOWIE FOTO

 

Há 34 anos “Under Pressure” chegava ao topo do top britânico de singles

Em 1981, tanto os Queen como David Bowie estavam no pico das suas carreiras. Verdadeiras “rock stars” idolatradas por uma multidão de fãs, sobretudo no seu Reino Unido natal, mas também nos quatro cantos do mundo. Em Setembro de 1981, os membros dos Queen cruzaram-se nos Mountain Studios, onde a banda e o cantor estavam a gravar novos trabalhos. Acabaram juntos numa jam que iria resultar numa canção, a que deram o título de “Feel Like”. David Bowie gostou especialmente do resultado desta improvisação entre ele, os músicos dos Queen e o cantor Freddie Mercury e o “Camaleão” empenhou-se pessoalmente na mistura final da canção, que, afinal iria ter um novo nome: “Under Pressure”.

David Bowie, Roger Taylor, Freddie Mercury, Brian May e John Deacon reuniram-se no Power Station  Studio em Nova Iorque e deram o corte final de “Under Pressure”, com a composição a ser creditada aos cinco músicos. Editado o single este tem uma resposta de sucesso imediato, sobretudo junto do público britânico e a 21 de queen + david bowieNovembro de 1981, faz hoje 34 anos, “Under Pressure” chegava ao 1º lugar do Top Ten do Reino Unido. Mais tarde, este tema – que Freddie Mercury cantava habitualmente nos concertos dos Queen – seria incluído no álbum “Hot Space” de 1982.

Para David Bowie era a sua primeira colaboração com outros artista. Mas Bowie considerou então que a canção era “boa com uma demo. Devia ter sido mais bem trabalhada”. Contudo, anos depois Bowie parece ter mudado de opinião pois incluiu “Under Pressure” no reportório dos seus concertos, nomeadamente no seu famoso concerto do seu 50º aniversário em 1997. Em palco, então, Bowie cantava-a também em dueto mas junto com a voz da baixista Gail Ann Dorswy, que interpretava a parte vocal de Freddie Mercury. Uma versão diferente, mas igualmente bela.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -