Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023

Rostos de Timor

rostos-de-timor

Assinalando os 25 anos do massacre no cemitério de Santa Cruz, em Dili, Timor-Leste, ocorrido a 12 de Novembro de 1991, a Assembleia da República acolhe a exposição de fotografia “Rostos de Timor”com 24 fotografias de autoria do fotojornalista António Cotrim, distinguido com o Prémio Gazeta 2014.

No catálogo da exposição o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirma: “Estes ‘Rostos de Timor-Leste” valem a dobrar”.

“Valem pelo retrato de um Povo irmão e heróico. De um heroísmo que percorreu, desde sempre, a sua História. Valem, ainda, pela homenagem a um jornalista-fotógrafo que testemunhou o Massacre de Santa Cruz, e que, também por isso, ficou definitivamente preso aos sortilégios timorenses”, justifica o Chefe de Estado que acrescenta “para nós, portugueses, estes Rostos ainda têm um terceiro, e profundo, significado. Evocam um dos momentos maiores de unidade nacional em torno de uma causa que, por si só, dá sentido à vida”

“Por tudo isto, esta exposição é, verdadeiramente, um hino à vida e ao futuro”.

Homenagem aos homens e mulheres de Timor

Nas palavras de António Cortim, “a exposição é uma singela homenagem aos homens e mulheres de Timor que sofreram, lutaram e morreram pela liberdade e independência de uma terra que amavam e à qual queriam chamar «o meu país»”.

Informação adicional

A exposição fica patente ao público no Andar Nobre da Assembleia da República, até 16 de Dezembro.

Horário

Dias úteis: 10h00-12h30 | 15h00-17h30

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -