Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Outubro 5, 2022

Senador Bernie Sanders apoia Direito Civil e Laboral na Califórnia

Nélson Abreu, em Los Angeles
Nélson Abreu, em Los Angeles
Engenheiro electrotécnico e educador sobre ciência e consciência. Descendente de Goa, nasceu em Portugal, e reside em Los Angeles.

No sábado passado, no sul da Califórnia, o senador Bernie Sanders expressou o seu apoio aos trabalhadores que buscam um salário digno das corporações ricas que recebem incentivos do governo local, estadual e federal.

Sanders disse a centenas de funcionários da Disneyland Resort e seus apoiantes, numa igreja em Anaheim, que a Walt Disney Company deveria compartilhar seus biliões de lucros de forma mais justa com os seus funcionários. Sanders observou que “a luta que vocês estão a travar aqui em Anaheim não é apenas para vós, é uma luta para milhões de trabalhadores em todo o país que estão cansados ​​de trabalhar mais horas por salários mais baixos”.

Juntando-se a ele estava um grupo de sindicatos que conseguiram cerca de 21.000 assinaturas para uma iniciativa de cidadania que colocaria uma proposta de lei na cédula municipal. Os eleitores poderão decidir se exigem que os grandes empregadores que aceitem subsídios da cidade terão que pagar pelo menos US $ 15 por hora a partir de 1 de Janeiro de 2019, com salários de US $15 por hora todos os dias 1 até 2022. Quando os salários deveriam chegam a US $ 18 por hora, com aumentos anuais ligados ao custo de vida.

A Califórnia tem um custo de vida relativamente alto, especialmente custos de habitação. Um estudo divulgado em Fevereiro revelou que 73% dos funcionários da Disney entrevistados disseram que não ganham o suficiente para pagar despesas básicas como arrendamento, alimentação e transporte. O Estudo revelou que o salário médio dos trabalhadores da Disneyland Resort, quando ajustado pela inflação, caiu 15% de 2000 a 2017, de US $ 15,80 para US $ 13,36.

Um estudo do Occidental College descobriu que 11% dos trabalhadores da Disneylândia ficaram desabrigados em algum momento nos últimos dois anos, 68% têm insegurança alimentar e 36% relatam ter que sacrificar as necessidades para pagar mensalmente os prémios do seguro de saúde. A Disney, que comercializa os seus resorts e parques temáticos como “o lugar mais feliz da Terra”, rejeitou o estudo como defeituoso.

A suua segunda visita foi em Carson para falar em nome dos trabalhadores portuários de Los Angeles e Long Beach, que pedem salários mais altos e outros benefícios. Os motoristas de camião e os trabalhadores de armazém também são submetidos a regras onerosas que tratam os trabalhadores como contratados, de maneiras que equivalem a roubo de salário. Sanders insistiu que os líderes locais e estaduais devem “acabar com as práticas de trabalho exploradoras e ilegais”.

O Senador Sanders também viajou ao centro de Los Angeles para se encontrar com a co-fundadora da Black Lives Matter, Patrisse Cullors, e com o activista de direitos civis Shaun King para discutir a necessidade urgente de reformar o sistema de justiça que desproporcionadamente pune mulheres e minorias étnicas.

Ao apresentar Sanders, King lembrou à audiência que o senador foi um campeão contra a injustiça por toda a vida. E aplaudiu o seu apoio consistente ao movimento pelos direitos civis. Sanders liderou os primeiros protestos conhecidos em Chicago, lutando contra as casas segregadas e práticas de educação opressivas. King não foi subtil ao sugerir que Sanders teria sido capaz de derrotar Trump em 2016, e que espera que ele seja candidato novamente em 2020.

Sanders disse que há cinco anos ele não sabia que dos 2 milhões de pessoas encarceradas nos EUA, cerca de 400.000 estão presas por “serem pobres”. E acrescentou que está “aprendendo rápido” e dará prioridade à questão.

Activistas da Black Lives Matter e JusticeLA opõem-se ao plano de expansão de prisões de mais de US $ 2 bilhões no condado de Los Angeles. Sanders e King pediram aos presentes que assinassem uma petição contra a expansão. Sanders proclamou que a Califórnia, como o maior estado do país, deve liderar o caminho para o futuro, afirmando que “precisamos de procuradores públicos que entendam que seu trabalho não é simplesmente lançar pessoas à prisão, mas sim lutar pela justiça”.

Sanders está, supostamente, a considerar uma segunda campanha à presidência para 2020. Também, continua a empurrar o partido Democrata mais para esquerda do seu perfil predominante centro-direita. Cada vez mais líderes do partido apoiam as suas prioridades que  eram vistas como demasiadamente radicais pelos Clintonianos: seguro de saúde e educação universitária universal; garantia de trabalho federal com salário e benefícios suficientes.

Foto: Brian Feinzimer

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -