Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Novembro 27, 2021
- Publicidade -

TAG

Sérgio Ninguém

Lendo Sérgio Ninguém, PEDRA II

Poema de Yvette Centeno Lendo Sérgio Ninguém, PEDRA II Não é fácil pegar fogo ao coração da pedra pequeno seixo polido por tantas águas antigas as chamas já apagadas na cicatriz...

As Pedras de Sérgio Ninguém

ed. Eufeme, 2021 Guillevic, o poeta das rochas imensas da Bretanha, batidas pelo mar, que David Mourão-Ferreira nos trouxe outrora a Lisboa, foi talvez a...

Sérgio Ninguém, o pescoço na navalha

Eufeme Poesia Transparece, na elegância de um cinzento negro, meio acastanhado, da capa, o traço fino de um rosto. Por aqui começa a sedução que...

Peter Levitt, uma centena de borboletas

Tradução de Sérgio Ninguém, edições Eufeme, 2020 Recebi esta edição bilingue da EUFEME, com as traduções de Sérgio Ninguém de um conjunto de Haikai de...
- Publicidade -

Últimas notícias

- Publicidade -