Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Junho 19, 2024

Torres Vedras recebeu primeiro simpósio de musicoterapia

Joaquim Ribeiro
Joaquim Ribeiro
Jornalista

O auditório dos Paços do Concelho de Torres Vedras recebeu a primeira edição do simpósio de musicoterapia, numa organização do Coro Juvenil (CJCTV) e da CruzaMenTes – Companhia de Música Teatral.

O evento destinou-se a musicoterapeutas, profissionais de saúde e terapeutas de várias especialidades, técnicos do serviço social, sociólogos, profissionais de educação, músicos, estudantes ou qualquer outra pessoa interessada nesta temática.

Na sessão de abertura a vereadora Ana Umbelino referiu-se aos imensos benefícios da musicoterapia, uma ferramenta que pode oferecer possibilidades de mudança e melhorar a qualidade de vida das pessoas, em particular as mais idosas que sofram de doenças neurodegenerativas.

Ana Esperança, presidente da Associação Portuguesa de Musicoterapia, explicou que este simpósio pretendeu mostrar as potencialidades da musicoterapia ao longo das várias etapas do ser humano, desde os mais novos aos mais velhos.

A directora artística do CJCTV, a maestrina Filomena Calado, falou da associação que integra não apenas um coro juvenil mas um coro infantil, a companhia de teatro musical e um centro de estudos e formação, no espaço que dá pelo nome de Estúdio 12+. Sobre a organização do simpósio, destacou a pronta disponibilidade para colaborar por parte da Associação Portuguesa de Musicoterapia. O resultado foi o auditório a registar a presença de muitas pessoas, oriundas de 21 concelhos do país.

A seguir à sessão de abertura teve lugar a conferência “A Musicoterapia, enquadramento e situação actual”, por Teresa Leite, psicóloga clínica, musicoterapeuta e professora universitária. Nesta comunicação foi apresentada uma visão panorâmica do que é a musicoterapia, como e em que áreas se aplica e de que forma pode contribuir para uma intervenção multidisciplinar junto das pessoas com vulnerabilidades várias, desde o nível da manutenção do bem-estar à redução de sintomas e ao facilitar de processos de integração psicossocial.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -