Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Janeiro 20, 2022

Vesti

Poema inédito de Alice Coelho

Vesti

Vesti meus olhos de Mar
De sonhos e de fantasias
De pudores e de ousadias
De saudades e de navegar
Vesti meus olhos de luar
De adornos de brilho e luz
Do escuro que a ti conduz
Do poema que faço a rimar
Vesti meus olhos de mar
De silêncios à boca fechada
De salpicos de onda molhada
E a voz de longe a segredar.


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorAs Lágrimas de Deus
Próximo artigoAs mães
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -