Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sábado, Julho 20, 2024

“Winchester Cathedral” – a canção que pôs gerações a assobiar

https://www.youtube.com/watch?v=M51WMPIGplA

 

Há 49 anos single dos The Vaudeville Band dominava os tops

Em plena década de 60 com a pop inglesa a dominar os charts um invulgar grupo – The New Vaudeville Band – inspirado no Music-Hall Vaudeville dos anos 20, completamente “outsider” do “look” e sons dominantes, lançou uma canção – “Wincheter Cathedral” – que se tornaria num verdadeiro ícone dos anos 60. Mas que foi bem mais longe do que isso. Gerações ao longo dos anos aprenderam a assobiar (ou tentaram) esta melodia de Geoff Stephens, um londrino fundador da banda. Sem dúvida que “Winchester Cathedral” deve ser um dos temas mais assobiados da História da Música Popular.New+Vaudeville+Band+Winchester+Cathedral 45

Inspirado pela bela Catedral de Winchester, Geoff Stephens, que cantava com um megafone dos anos 20, compôs um hit que surpreendeu toda a gente ao chegar, há precisamente 49 anos, a nº1 de vendas nos Estados Unidos, enquanto no Reino Unido se ficou pelo quarto lugar no Top Ten. Uma canção num ritmo completamente fora de época, inspirada nas melodias do Teatro de Vaudeville inglês do início do século XX, interpretado por um grupo vestido a rigor, com músicos/comediantes. Um som de outras épocas, com uma ligeira roupagem sonora pop, que teve um estrondoso sucesso em pleno reino da “pop music”, para surpresa de todos. “Winchester Cathedral” dominou os tops na maior parte do mundo ocidental de então, com NEW VAUDEVILLE BAND 2mais de três milhões de cópias vendidas. Uma canção que atravessou décadas, sobretudo pela melodia assobiada por Geoff Stephens. Quantos de nós não tentámos imitá-lo?

Os The New Vaudeville Band, graças ao inesperado êxito, lançaram um álbum em 1967 (“On Tour”) de onde foi extraído o single “Peek-A-Boonde que teve algum sucesso. A banda não iria durar muito mais, mas o seu contributo para a história da música estava dado com a “Catedral de Winchester”.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -