Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quarta-feira, Dezembro 8, 2021

Amar ANGOLA

Maria Manuel Menezes
Médica pediatra em Angola e poetisa.

Poema de Maria Manuel Menezes

Amar Angola é estimar Angola como uma jóia.
Olhar a insígnia, ouvir arrepiado o hino sentindo a história.

Amar Angola é adivinhar uma luz cristalina, por trás
da bandeira que dança ao vento.
É também chamar de nossa essa bandeira com lembranças de tormento.
É saudar nas ondas da bandeira os filhos já ausentes, num adeus de respeito eterno.

Amar Angola é perceber na terra que se aperta entre as mãos, que não se esquece o sacrifício de décadas de também nossos parentes.
É fazer o país brilhar, acariciando a sua gente.

Amar Angola é perguntar ao coração e à razão:
Que importa a origem social, se é ou não indigente?
Que importa a cor da pele ou a região?
Que importa a condição partidária ou a religião?

Amar Angola é acreditar na Angola de essência pura sem maldade.
Aquela que homenageia o ancestral rico de dignidade,
que despe a ilusória e fútil vaidade,
que se traja de saber e bondade,
que derrete ódios no tempo congelados,
que eleva a tolerância em todos os lados.

Amar angola é polir esta jóia para não perder o brilho.
E com compromisso fazer também esse trilho!

Amar Angola é proteger os valores de espírito,
a constituição, os ideais do 11 de Novembro!

(Poema in Lua Mágica, da Chiado Editora)

A proclamação da independência (Fotografia: Francisco Bernardo / JAImagens)

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorO Grito
Próximo artigoLisboa
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -