Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Setembro 20, 2021

A CIA vê o mundo a tornar-se muito sombrio

É muito sombrio o relatório elaborado pela CIA para o presidente Biden sobre o estado e a evolução do mundo, nos próximos anos.

Cada vez que um presidente inicia um mandato (4 anos), encontra à sua chegada à Casa Branca um relatório da CIA na sua secretária sobre a situação e sua evolução nos 20 anos seguintes.

Em 2009, a CIA, no seu relatório desse ano, tinha avisado Obama para o aparecimento de uma pandemia que, vinda do Extremo-Oriente (ou seja, da China), iria ‘varrer’ o mundo de uma forma jamais vista. Agora, neste relatório de 2021, a CIA avisa Biden de que a pandemia provocou a mais grave perturbação sofrida pelo mundo desde a II Grande Guerra, que essa perturbação provocou alterações e acelerações, nunca vistas numa única geração e criadoras de fortíssimas tensões, e que está, assim, composto um contexto geopolítico conflitual e instável.

Em conclusão: Biden está avisado de que tem pela frente um inédito quadro caótico e fragmentário, marcado por uma crescente rivalidade China/USA, onde vai ser necessário navegar à vista…  O pós-covid não será, portanto, nenhum regresso ao “normal”. Longe disso! O único regresso é, como há anos aqui vimos escrevendo, o regresso em força da geopolítica…

Aqui já suspeitávamos de muito do que o relatório afirma, porém, dito por quem o diz já não restam dúvidas. Obrigado, portanto, à CIA por assim nos confirmar umas coisas e nos esclarecer outras.

Esperamos que, em Portugal, haja pelo menos três pessoas a ler e reler este relatório: o senhor Primeiro-Ministro António Costa, o senhor ministro da Defesa Santos Silva e uma terceira pessoa (que temos a certeza que o irá reler) mas cujo nome, por razões da sua função, aqui se omite.


Exclusivo Tornado / IntelNomics

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -