Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Julho 21, 2024

As Falésias de Rugen, Caspar David Friedrich

Guilherme Antunes
Guilherme Antunes
Licenciado em História de Arte | UNL

“As Falésias de Rugen”, de Caspar David Friedrich. Friedrich é o mais puro representante da pintura romântica alemã.

A imagem de marca do Romantismo alemão por excelência, na contrastante oposição ao que eles consideravam o artificialismo pictórico gaulês. Pretendia esta pintura ser uma forte afirmação de um pretenso nacionalismo que, todavia, não se afirmava na manta de retalhos do pan-germanismo prussiano.

Erigido no amor à natureza, na sua contemplação, na interiorização do individualismo, na abordagem grandiloquente da imensidade da fé, o homem é aqui um acrescento mais na emotividade da paisagem.

Quadro de leitura simbólica de afirmação cristã, o pintor está de joelhos mais a sua fé, a sua mulher, à esquerda, de vestido vermelho, na pretensão de encarnar a caridade e o irmão olhando no horizonte a caracterização da esperança.

 

Informação adicional

 

Artista: Caspar David Friedrich
Dimensões: 90 cm x 71 cm
Local: Museum Oskar Reinhart am Stadtgarten, Winterthur
Género: Pintura de paisagem
Material: Tinta a óleo
Criação: 1818
Períodos: Romantismo, Romantismo na Alemanha

 

Nota de Edição

Caspar David Friedrich 1774-1840

Foi um pintor, gravurista, desenhista e escultor romântico alemão, grande paisagista. Friedrich é o mais puro representante da pintura romântica alemã. As suas paisagens primam pelo simbolismo e idealismo que transmitem.

Uma das características mais originais de sua obra é o uso da paisagem para evocação de sentimentos religiosos, e daí sua fama de místico. Buscava não apenas apreender, de uma forma pretensamente “objetiva” a natureza, como faziam os neoclássicos, mas construir uma narrativa pictórica que “poetizava” a natureza, fazendo da sua inspiração uma ponte para uma reunião sublime entre o observador solitário e o ambiente externo. Em suas palavras, “o artista devia não só pintar aquilo que vê diante de si, mas também o que vê dentro de si“.

Wikipédia


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anterior
Próximo artigo
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -