Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Austeridade em Espanha gera carência no direito à saúde

Relatório da Amnistia Internacional conclui que as medidas de austeridade foram postas em prática pelo Governo espanhol de forma inconsistente com as obrigações de direitos humanos a que o país está vinculado.

Um novo relatório da Amnistia Internacional documenta e avalia o impacto devastador que as severas medidas de austeridade aprovadas e acionadas pelo Governo de Espanha estão a ter sobre algumas das pessoas economicamente mais vulneráveis e marginalizadas na sociedade espanhola, com listas de espera insuportavelmente longas nos serviços e em os doentes terem de racionar a tomada de medicamentos para diminuir os gastos em saúde.

O novo relatório, intitula-se “Wrong Prescription: The Impact of Austerity Measures on the Right to Health in Spain” (Receita errada: o impacto das medidas de austeridade no direito à saúde em Espanha).

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -