Diário
Director

Independente
João de Sousa

Domingo, Outubro 17, 2021

Beijar-Te Isto E Aquilo

Eduardo Águaboa
Escritor, Ensaísta, Comentador político especializado em ideias gerais

bar-dos-canalhas

 

Ele arquitecto.
Ela Engenheira.

Era o 20º aniversário do casamento e tendo ouvir falar tanto mal e tanto bem do Bar dos Canalhas, cansados que estavam de serem muito certinhos, resolveram ir comemorar por lá, sentir e até viver alguma senilidade, pois há muito que aqueles cérebros andavam à procura de respostas.

E lá foram dispostos a não olhar a despesas.

Enquanto ouviam um cidadão anónimo a gesticular e a recitar um poema qualquer intitulado «gosto de te beijar isto e aquilo», pediram lagosta, vinho branco e uns queijos.

Comeram e beberam como há muito não faziam, regressando a casa levemente embriagados.

A brincar ele pegou nela ao colo e carregou-a até à cama.

Num vestido da moda ela estava bastante desejável para uma mulher com cerca de 40 anos ou um pouco mais.

Ele retendo na memória pedaços do tal poema foi-lhe tirando a roupa, peça a peça.

Explorando-a inteiramente nua, como se fosse pela primeira vez, ele verificou algo perturbado que o corpo dela mostrava uma porção de estrias e veias azuis.

A partir daí nem as melhores e mais elaboradas palavras foram capazes de lhe substituir o pensamento.

E foi assim que no dia seguinte voltaram aos bolinhos doces e o respectivo pelotão sexual a manter o desejo austeramente sob controle.

Fosse sobre isso ou fosse sobre aquilo.

Nota do Director

Os artigos de Opinião apenas vinculam os respectivos autores.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -