Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021

Quando o bom exemplo vem das crianças…

Nélson Abreu, em Los Angeles
Engenheiro electrotécnico e educador sobre ciência e consciência. Descendente de Goa, nasceu em Portugal, e reside em Los Angeles.

Imaginem um processo contra o governo federal levado a cabo por 21 crianças e jovens norte americanas ambientalmente conscientes. Elas representam os muitos, de todas as idades, que manifestam o seu desagrado pelo facto de sucessivos presidentes não tratarem este tema de forma lúcida e atenta.

Recentemente, sem melhor argumentação, a administração Trump tentou impedir que o processo continuasse, apresentando um recurso para anular a decisão do juiz federal que em Novembro permitiu que este caso tivesse provimento legal.

Pretendendo ganhar tempo a administração Trump apenas conseguiu atrasar este dossier.

De salientar que, segundo, o Washington Post, mesmo o chefe máximo das forcas armadas norte-americanas tem vindo a ignorar relatórios que afirmem que as mudanças climáticas formam uma das mais sérias ameaças para a segurança nacional dos EUA. E isto é assustador…

Estas crianças e jovens, com idades compreendidas entre 9 e 20 anos, alegam que o governo federal tem consistentemente promovido a produção de combustíveis fósseis e emissões de gases conducente ao efeito estufa, agravando assim o desequilíbrio climático.

Para  eles o governo de Trump prepara-se para violar o seu direito constitucional à vida, à liberdade e à propriedade, bem como à confiança pública.

Afirmam, ainda, que ele deverá ser responsável pela preservação dos recursos vitais, como será o caso de um sistema climático sustentável. E tudo isto é certo.

Demonstrando uma perspicácia extraordinária, apresentaram um pedido para que o Departamento de Justiça preservasse todos os documentos que pudessem ser relevantes para o processo, incluindo informações sobre mudanças climáticas, energia e emissões, impedindo que essa informação seja destruída.
Em sentido contrário, um tribunal dos Países Baixos pediu ao governo holandês que reduza as emissões de carbono em um quarto dentro de cinco anos.

Vamos ver o que esta história nos reserva ainda.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -