Diário
Director

Independente
João de Sousa

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Caminhando

Poema inédito de Alice Coelho

Caminhando

Segue pela estrada sem rumo
Sem sonhos e sem um destino
Direita e só como fio de prumo
Gaivota num bando clandestino
Caminhando
Segue pela beira do mar a viajar
Como barco que na areia atraca
Descalça e sem roupa para trajar
Despida e com cabelo sem laca
Caminhando
Por entre a poesia que te escrevo
No desatar de nós que se enreda
No desfolhar de folhas de um trevo
No coração a queimar em labareda.
Caminhando

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorLua
Próximo artigoAmbição Menor
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -