Diário
Director

Independente
João de Sousa

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Carregadores de Carros Eléctricos mais práticos em Los Angeles

Nélson Abreu, em Los Angeles
Engenheiro electrotécnico e educador sobre ciência e consciência. Descendente de Goa, nasceu em Portugal, e reside em Los Angeles.

A cidade de Los Angeles instalou recentemente mais 23 carregadores para veículos eléctricos ligados a postes de distribuição eléctrica. Em Dezembro de 2016, o primeiro carregador deste tipo foi montado na comunidade Watts, que curiosamente soa como a unidade de medida de potência. O uso destes carregadores actualmente é gratuito para o público.

Ao contrário dos carregadores tradicionais que se conectam a linhas eléctricas subterrâneas, estes não requerem trabalho de rua adicional que não seja conectar o equipamento de carga aos fios de poste existentes. Com esta técnica, será muito mais fácil e económico criar uma rede de carregadores para estimular a redução de gases de efeito estufa.

Em Julho, o estado da Califórnia anunciou que as emissões de gases do efeito estufa caíram abaixo dos níveis de 1990 em 2016. Isso significa que o Estado cumpriu o seu primeiro alvo antes do prazo e colocou o Estado no caminho certo para alcançar metas de longo prazo para combater as mudanças climáticas que causam problemas sérios para o maior estado da União norte-americana: secas, erosão costeira, problemas de saúde, temperaturas elevadas e incêndios. A lei da Califórnia exige que as emissões retornem aos níveis de 1990 até 2020 e cheguem a 40% abaixo de 2030.

A Califórnia quer reduzir as emissões para 80% abaixo dos níveis de 1990 até 2050. Em grande parte, o plano inclui reduzir o consumo de energia dos edifícios comerciais, electrificando o sector de privado, comercial e publico transporte e com 100% de geração de energia eléctrica livre de carbono. Os níveis de poluição reduziram 13% desde o pico de 2004, mesmo com a economia crescendo 26%. O resultado foi praticamente o mesmo que tirar 12 milhões de carros das estradas ou economizar 22,7 biliões de litros de gasolina por ano. Ironicamente, a economia da Califórnia ainda inclui um sector forte de gás e petróleo, mas por enquanto o enfoque está na redução do consumo.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante  subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -