Diário
Director

Independente
João de Sousa

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022

Coimbra celebra o Cinema Português

José M. Bastos
Crítico de cinema

Durante toda esta semana, desde segunda-feira passada e até domingo, decorre em Coimbra a 23.ª edição do Festival ‘Caminhos do Cinema Português’. O ‘nosso’ cinema à procura do seu público.Ano após ano os ‘Caminhos’ têm sido, indiscutivelmente, um espaço de celebração do nosso cinema. Um espaço de exibição, de divulgação, de encontro e de reconhecimento. Com lugar para os criadores que já conquistaram o seu espaço, mas também, e principalmente, para a descoberta de novos valores. Ao longo de todos estes anos muitos foram os cineastas que encontraram nos “Caminhos” um ecrã disponível para começarem a dar a conhecer a sua obra. Aí começaram alguns as carreiras que têm vindo a consolidar ao longo do tempo. E, muitos deles, têm contribuído para a afirmação internacional do nosso cinema que, como acontece em muitas outras áreas, é muitas vezes mais reconhecido no estrangeiro do que dentro das nossas fronteiras. Mas, faca-se justiça: o Festival ‘Caminhos’ é, seguramente, o principal certame do nosso país em que é exaltado e reconhecido o trabalho daqueles que em Portugal dedicam o seu esforço e o seu talento à arte das imagens em movimento.

‘Cinemalogia’

A equipa que todos os anos organiza o evento tem, contudo, outros focos onde faz incidir a sua atenção. Durante o resto ano promove um conjunto de cursos e acções de formação sobre as múltiplas vertentes necessárias à concretização dos filmes – por exemplo, o curso de cinema ‘Cinemalogia’ –, mas também de reflexão e análise sobre o cinema. Na cerimónia de abertura da presente edição houve mesmo oportunidade para a apresentação da curta-metragem “A Costureirinha” filme realizado no âmbito do 6ºCurso ‘Cinemalogia’, que teve como orientadores, entre outros Telmo Martins, Emídio Buchinho, João Braz, Jorge Pelicano ou Fernando Vendrell.

Caminhos do Cinema Português

 

Durante estes dias, e nos vários espaços da cidade de Coimbra em que o festival decorre (Teatro Académico de Gil Vicente, no Mini-Auditório Salgado Zenha e nas salas do Cinema NOS do Alma Shopping) haverá oportunidade para ver e descobrir, quer na ‘Selecção Caminhos’ quer na  ‘Selecção Ensaios’, ficções e documentários, curtas e longas metragens. E, tão importante como isso, tempo e espaço para conversar com os autores. Consagrados ou, mais ou menos desconhecidos… por enquanto. Marco Martins, Luís Filipe Rocha, Rosa Coutinho Cabral, Pedro Pinho, Vicente Alves do Ó, Salomé Lamas, Marta Mateus, Leonor Areal, João Salaviza, João Pedro Rodrigues, Jorge António, Edgar Pera, Oswaldo Caldeira, Latifa Said, Tiago Amorim e muitos outros.

Enfim, o público coimbrão e todos aqueles que se deslocam expressamente a Coimbra para assistir e participar nos “Caminhos do Cinema Português” não darão por perdido o tempo que vão passar nesta edição do certame.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -