Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Maio 26, 2022

Dores…

Poema inédito de Alice Coelho

Dores…

Há dores sem lágrimas
Tempestades sem ventos
Nas palavras sinónimas
Os sentires sem lamentos
Há gargalhadas cretinas
Silêncios em melodias
Ao toque de concertinas
No declamar de poesias
Há segredos sem pecados
Numa sã e alegre sintonia
Amantes bem embrulhados
De dia e à noite pornografia
Há dores sem lágrimas
Convertidas
Assumidas
Sem adeus nem despedidas

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

Artigo anteriorSuspenso
- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -