Diário
Director

Independente
João de Sousa

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Encontro imaginário com Calouste Gulbenkian, Samora Machel e Giacomo Casanova

Novo Encontro Imaginário no Teatro A Barraca, em Lisboa. Estarão em debate personagens marcantes da História Universal.

Longe de mim pensar em perturbar os votantes de 6 de outubro.

Mas como temos o Encontro no dia 7, pode ser uma boa ocasião para desabafar alegrias ou tristezas. É que temos um Elenco de luxo, raro…

Reparem, Gulbenkian um milionário do petróleo, filantropo e amante das Artes! isto só em Portugal! Depois, Samora Machel, revolucionário Africano, libertador de Moçambique e – coisas que mais frequentemente acontecem – foi assassinado. E para fechar, aparece Casanova célebre por lendas e também fama e proveito de predador sexual… já contactei o M-too….

Fique a conhecer melhor as personagens: Calouste Gulbenkian interpretado pelo engenheiro Mário Lino, Samora Machel pelo artista Octávio Chamba e Giacomo Casanova pelo jornalista António Borga.

Saiba quem são:

 

Calouste Gulbenkian

Üsküdar, 23 de Março de 1869 — Lisboa, 20 de Julho de 1955

Foi um engenheiro do petróleo e empresário arménio. Em 1928, desempenhou papel fulcral nas negociações multipartidas entre grandes empresas internacionais, cabendo –lhe 5%. Ficou conhecido como “o Senhor Cinco por Cento”..

Durante a II Guerra Mundial, passou a viver em Lisboa, no Hotel Aviz (hoje desaparecido), em Abril de 1942.

Foi também um mecenas, tendo dado um grande contributo para o fomento da cultura em Portugal. A sua herança esteve na origem da constituição da Fundação Calouste Gulbenkian.

Interpretação do engenheiro Mário Lino.

Samora Moisés Machel

Chilembene, Gaza, 29 de Setembro de 1933 — Mbuzini, Montes Libombos, 19 de Outubro de 1986

Foi um militar moçambicano, líder revolucionário de inspiração socialista, que liderou a Guerra da Independência de Moçambique e foi o primeiro presidente até à sua morte em 1986.

Com o golpe do 25 de Abril em Portugal, abriram-se as negociações para a independência de Moçambique, sendo Samora o presidente.

Carinhosamente conhecido como “Pai da Nação”, morreu quando o avião em que regressava a Maputo se despenhou em território sul-africano.

Em 1975-1976 foi-lhe atribuído o Prémio Lénine da Paz.

Interpretação do artista Octávio Chamba.

Giacomo Girolamo Casanova

Veneza, 2 de Abril de 1725 — Duchcov, Reino da Boémia, 4 de Junho de 1798

Foi um escritor e aventureiro italiano. Personagem, por sua vez, característico do Iluminismo do século XVIII, epicúrio e racionalista, é recordado sobretudo pelas suas inumeráveis histórias galantes.

Já idoso, em 1788, foi nomeado bibliotecário do conde de Waldstein-Wartenberg.

Interpretação do jornalista António Borga.

Encontros imaginários 2019

7 de Outubro

21h30

[email protected][email protected]

213 965 360 | 913 341 683

 

Largo de Santos, 2
1200 – 808 Lisboa

Website do Teatro A Barraca


Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a Newsletter do Jornal Tornado. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

 

Receba a nossa newsletter

Contorne o cinzentismo dominante subscrevendo a nossa Newsletter. Oferecemos-lhe ângulos de visão e análise que não encontrará disponíveis na imprensa mainstream.

- Publicidade -

Outros artigos

- Publicidade -

Últimas notícias

Mais lidos

- Publicidade -